Turismo no Canadá- dicas para planejar um roteiro de 10 dias ideal

Visitar o Canadá como turista é algo que faz parte dos sonhos e realizações de muitas pessoas. Por isso, o número de pessoas que visitam o país não para de crescer. Afinal, trata-se de um lugar que oferece muitas opções, agradando todos os tipos de viajantes.

Como se não fosse suficiente, sua paisagem é bem heterogênea, com florestas, praias e montanhas. A amplitude térmica é grande – você pode passar por temperaturas bem abaixo de zero e desfrutar um verão cujos termômetros ultrapassam os 30 graus –, sem contar a segurança e receptividade.

Uma preocupação muito pertinente é em relação à preparação das cidades para receber essas pessoas, que vêm de todas as partes do mundo. Tudo é detalhadamente preparado para que os turistas tenham as melhores experiências no país.

Se o turismo no Canadá lhe interessou, a partir de agora você confere um roteiro de 10 dias, aproveitando tudo o que o país tem para oferecer. Depois, é só fazer o planejamento – e as malas!

Turismo no Canadá: monte um roteiro ideal para 10 dias

Como um país grande em extensão territorial – é o segundo maior do mundo, perdendo apenas para a Rússia –, o roteiro deve ser muito bem planejado. Dessa maneira, o deslocamento entre as cidades não se torna um fator negativo para sua viagem.

Conheça agora o que fazer em cinco cidades canadenses: Montreal, Quebec, Ottawa (a capital), Toronto e Vancouver. A ordem depende do local determinado para a chegada e a ordem das visitas deve respeitar as proximidades entre elas.

Um planejamento, ainda no Brasil, é fundamental para que tudo dê certo. Você pode usar uma tabela feita em papel ou uma planilha, podendo inclusive salvá-la na nuvem e acessar no smartphone.

1. Montreal

Montreal oferece várias atrações, seja de dia ou à noite.

Situada no lado francês do país, é limpa, bonita e muito bem organizada. Se você pretende fazer turismo no Canadá, mas tem receio em função do idioma, não se preocupe: as pessoas também se comunicam em inglês na cidade.

Para quem aprecia as artes, vale a pena fazer uma visita ao Place dês Arts, um complexo que abriga galerias, teatros e museus.

Já o Vieux-Port, ou Porto Velho, é um local onde você pode apreciar o trabalho de artistas de rua em exposições. O local também é excelente para quem gosta de outros tipos de passeio: os turistas normalmente vão aos parques, fazem compras nas lojas e permanecem até anoitecer, pois o pôr do sol é incrível.

O Centro Olímpico é herança dos jogos de 1976 e é muito visitado por turistas no Canadá.

Vale a pena visitar o Complexo Olímpico nessa viagem de turismo pelo Canadá. Construído na ocasião das Olimpíadas que a cidade sediou, em 1976, tem uma torre inclinada, através da qual você pode ter uma visão em 360 graus.

O local também conta com o Biodôme, um complexo que traz quatro ambientes diferentes do continente americano, enaltecendo principalmente a fauna e flora. Ao lado, ainda há o Jardim Botânico.

Para quem gosta de visitar igrejas, o Oratório de Saint Joseph é parada obrigatória. O caminho que leva até o local é muito bonito, com um gramado repleto de árvores. A igreja foi construída em 1900 e é muito famosa entre os turistas no Canadá.

Ainda nesse quesito, a Catedral de Notre-Dame é linda em seu interior e tem mais de 300 anos de construção. Seu acervo religioso é riquíssimo.

Um lugar bastante peculiar na cidade é o Montreal Underground City. Como a temperatura local é baixa em grande parte do ano, esse complexo subterrâneo de mais de 30 quilômetros – o maior do mundo – é também uma proteção contra o frio. Muito visitado por turistas no Canadá, é interligado pelo metrô.

2. Quebec

As ruas de Quebec têm um charme único.

Quebec é o nome de uma província (por sinal, onde fica Montreal) e também o de uma cidade.

Também situada na parte francesa do Canadá, é a única cidade murada da América do Norte. Com o visual que lembra o de uma vila francesa, tem um castelo, ruas de pedra e arborizadas, cafés e galerias de arte. É um local que não pode faltar no roteiro de turismo pelo Canadá.

O ChâteauFrontenac é um dos pontos turísticos mais vistosos da cidade

Quebec é dividida em Basse Ville (cidade baixa) e Haute Ville (cidade alta). Na parte alta, você encontra o ChâteauFrontenac, um castelo onde está localizado um luxuoso hotel, e o Terrasse Dufferin, um terraço bem em frente ao castelo. Já na cidade baixa, muitos restaurantes, lojas e galerias de arte esperam por turistas e moradores, além de uma região histórica denominada PlaceRoyale.

3. Ottawa

Ottawa é perfeita para quem gosta de locais mais pacatos. Acima, o Parlamento.

A capital canadense tem seus pontos turísticos bem próximos uns dos outros, facilitando a visitação de todos. Um local que não pode faltar no seu roteiro é o Parliament Hill (Colina do Parlamento), que abriga edifícios feitos em pedra em estilo gótico. Lá está localizado o parlamento canadense, que fica aberto para visitação gratuita.

O Rideau Canal liga Ottawa a Kingston via fluvial. Porém no inverno é impossível atravessá-lo, pois as baixíssimas temperaturas o fazem congelar, tendo então uma outra utilidade: vira uma enorme pista de patinação no gelo.

A Catedral de Notre-Dame é lindíssima.

As igrejas também valem a visita, como a Catedral de Notre-Dame (que leva o mesmo nome da de Montreal).

Já o distrito de ByWard é perfeito para quem gosta de sair à noite em razão dos vários restaurantes e bares. Durante o dia, você pode apreciar uma boa comida e frequentar uma feira de alimentos.

O Rio Ottawa é palco de inúmeros passeios de barco que os turistas que vão ao Canadá adoram fazer.

4. Toronto

Toronto une modernidade e tradição.

Maior centro metropolitano do Canadá, com mais de 5 milhões de habitantes, une tudo o que há de moderno em uma cidade com suas características modernas e os tradicionais prédios antigos.

Toronto tem uma praça equivalente a Times Square, denominada Yonge-Dundas Square. Também cercada de propagandas e palco de muitos eventos, recebe muitos turistas que visitam o Canadá.

Próximo dali, inclusive, fica a Yonge Street, a maior rua do mundo, com muitas lojas e com acesso a um outro centro subterrâneo, como o de Montreal.

Impossível ir a Toronto e não visitar a CN Tower.

E claro, não há como visitar Toronto sem passar pela CN Tower, o principal cartão postal da cidade.

5. Vancouver

Com o clima mais ameno, Vancouver pode ser escolhida para iniciar sua viagem, servindo também de adaptação

Assim como Toronto, Vancouver também possui um meio de transporte fluvial, o Seabus, que liga a região central a alguns bairros.

Como cidade praiana, oferece muitas opções de lazer nesse sentido, apesar de a água ser bem gelada. Em locais como o GranvilleIsland, uma península dentro da cidade, você pode ir a restaurantes e fazer compras, sendo essa uma alternativa diferente de turismo no Canadá.

A paisagem de cidade grande mistura-sea parques, praias e montanhas.

O Stanley Park, assim como tantos outros em Vancouver, é um meio de estar mais próximo à natureza – a cidade é bem arborizada. No Vancouver Aquarium, é possível conhecer inúmeras espécies aquáticas de todos os portes e origens.

Opções de roteiro

Visitar tantos pontos turísticos interessantes em cidades tão distantes entre si é um motivo a mais para que tudo seja muito bem planejado. Isso deve ser feito de maneira personalizada, pois, dependendo da época do ano em que você for fazer turismo no Canadá, os planos mudam.

Veja a seguir dois roteiros de viagem de dez dias pelas cinco cidades citadas, um deles a ser realizado na primavera-verão (entre os meses de março e setembro) e outro durante o outono-inverno (entre outubro e fevereiro).

O roteiro de inverno está dividido da seguinte maneira:

  • 3 dias em Toronto;
  • 2 dias em Montreal;
  • 2 dias em Quebec City;
  • 2 dias em Vancouver;
  • 1 dia em Ottawa.

Para a viagem de verão, pode-se diminuir um dia da visita às cidades de Toronto, Quebec ou Montreal, aumentando sua estadia em Vancouver, a única localidade litorânea entre elas.

Evidentemente, não é preciso seguir essa ordem. Em ambos os roteiros de turismo pelo Canadá, o ideal é emendar locais próximos, para não se perder tanto tempo com deslocamentos.

Para o roteiro de inverno, você pode começar sua viagem por Vancouver, que fica do outro lado do Canadá, longe das demais. O frio da cidade é bem mais ameno em relação a outros locais canadenses, sendo mais fácil a adaptação.

Os dias são mais curtos durante essa estação – o dia amanhece por volta de 8 da manhã e anoitece entre 16h30 e 17h30. Por isso, os programas ao ar livre, como visitas a parques, devem ser feitos entre esse período.

As praias também podem ser visitadas, embora seja difícil um banho de mar com uma temperatura média de 0 a 6 graus.

Aproveite o período após o entardecer ou durante a chuva para visitar locais fechados.

Após a estadia em Vancouver, a sua viagem de turismo pelo Canadá segue para Toronto. A distância entre as duas cidades é de aproximadamente 4500 quilômetros, inviável para serem percorridos de carro em um roteiro de 10 dias. Logo, o melhor é ir de avião.

Chegando em Toronto, é hora de aproveitar a neve e esquiar, brincar ou simplesmente passear. Aproveite os dias para explorar todos os lugares nos quais seja possível estar na neve.

A noite pode ser dedicada a visitas ao PATH – a cidade subterrânea – e a restaurantes e cafés.

Reserve um dia (ou mesmo uma manhã ou tarde) para visitar a Yonge-Dundas Square e a CN Tower.

Após esse período em Toronto, seu turismo pelo Canadá prossegue com a ida a Ottawa, a capital. Como uma cidade de menor porte, você pode reservar um dia de seu roteiro para conhecê-la, podendo ou não pernoitar por lá.

Lembrando que de Toronto a Ottawa são pouco mais de 400 quilômetros, que podem ser percorridos em 4 ou 5 horas.

No inverno, como não é possível fazer travessias fluviais em função da baixa temperatura, o melhor é fazer uma visita ao Parlamento ou patinar no gelo no Rideau Canal. À noite, o distrito de ByWard é a melhor alternativa.

Se quiser passar a noite na capital canadense, que fica bem no meio entre as partes inglesa e francesa. Assim você pode partir de manhã bem cedo para Montreal, percorrendo 200 quilômetros. Reserve 2 dias e dedique as manhãs e as tardes para os eventos ao ar livreas noites, ainda mais frias, podem ser dedicadas à visitação de igrejas e do Montreal Underground City.

Seu roteiro de turismo pelo Canadá termina na cidade de Quebec, distante 250 quilômetros de Montreal. A cidade alta pode iniciar o seu tour pela localidade por ter mais atrações diurnas. Na cidade baixa, você pode dedicar seu tempo às compras e jantares, aproveitando bem os dois dias em Quebec.

O roteiro de verão pode ter o mesmo trajeto, mas você pode ficar mais um dia em Vancouver, aproveitando um deles só para conhecer e curtir as praias. As atrações diurnas e os passeios fluviais também devem fazer parte de seu período como turista no Canadá, independentemente da cidade.

Como os dias costumam ser maiores no verão, parques e outros programas ao ar livre podem ser mais bem aproveitados. As temperaturas chegam a alcançar 30 graus em algumas cidades.

Os locais cobertos, como cidades subterrâneas, museus e igrejas, são opções para os dias chuvosos, se houver. Como não há como saber como será o tempo antes da viagem, o melhor ao fazer o roteiro é fazer um plano B para cada dia caso chova.

E não se esqueça: para saber mais sobre turismo no Canadá, bem como estar no país para estudos e trabalho, leia os outros textos do blog. Comente em caso de dúvidas e visite o site para ficar por dentro de tudo o que acontece no país.

Topo