Saiba mais sobre a rainha canadense

O Canadá é governado no sistema de monarquia constitucional. Existem três elos principais de poder no país: uma rainha, o primeiro-ministro e o governador-geral do Canadá. O Canadá é governado pelo primeiro-ministro, eleito pelo povo, e o governador é um representante da rainha do Canadá.

O governador geral é o responsável por nomear os vice-governadores, representantes em cada um dos territórios do país.

O Canadá vive sob a monarquia desde que o país era colônia da França e da Inglaterra. A forma de governo atual garante que a rainha seja a responsável por “reger, mas não governar” o país.

O Canadá tem uma rainha?

Sim, o Canadá tem uma rainha. O país é regido pelo sistema de monarquia constitucional e a rainha do Canadá é a mesma do Reino Unido, Rainha Elizabeth II. A monarca está no poder desde o dia 6 de fevereiro de 1952.

A monarquia constitucional foi implementada no Canadá em 1867. Atualmente, a Rainha serve como elo para todos os locais comandados por ela.

A rainha Elizabeth II também é conhecida como Isabel II. Aos 92 anos, a rainha do Canadá está no poder desde os 25 anos, quando seu pai Jorge VI faleceu e ela assumiu o trono.

Atualmente, a rainha ganha grande espaço na mídia, tanto pelo posto que ocupa como pelas roupas icônicas que utiliza em eventos reais.

Aos 92 anos, Rainha Elizabeth II está no comando da monarquia desde os 25 anos.

Qual é o papel da rainha?

Na teoria, a rainha do Canadá é a responsável pelas prerrogativas reais, que englobam questões como declarar guerras e celebração de paz, convocar ou dissolver o Parlamento e sancionar projetos de lei. Na prática, ela tem o direito de ser consultada pelo primeiro-ministro, de encorajar medidas do governo e também de alertar sobre situações que não concorde.

Antigamente, a realeza tinha muitos poderes sobre o Reino Unido e todos os territórios que governa. No entanto, a Carta Magna de 1215 freou o absolutismo monarca, distribuindo o poder dentro dos países.

Hoje, a rainha tem papeis legais e práticos, mas não políticos. Assim como no Brasil, o Canadá também tem um governo federal, estadual e municipal.

O poder executivo do país é o responsável por governar e garantir os interesses do povo. No caso do Canadá, é composto pela rainha, pelo primeiro-ministro e pelo governador-geral. A rainha tem como obrigação garantir que o primeiro-ministro seja uma pessoa eleita pelo povo.

O poder legislativo é bilateral, formado pela Câmara dos Comuns e pelo Senado. O primeiro órgão é formado por 308 membros, eleitos para mandatos de cinco anos, enquanto o Senado possui 105 membros indicados pelo primeiro-ministro canadense. As indicações são aprovadas pelo governador-geral.

A maior parte das leis aprovadas no país começam na Câmara dos Comuns e seguem para a aprovação do Senado.

O último eixo de poder é o judiciário. Este é o responsável pela aplicação da justiça no Canadá, não recebendo interferências da rainha. A Suprema Corte é formada por nove juízes indicados pelo governador-geral e presidido pelo Chefe de Justiça.

O sistema é bem diferente do aplicado no Brasil, o presidencialismo. Aqui, existe um presidente, a Câmara dos Deputados e Senado Federal, sendo que todos os representantes são eleitos pelo povo.

Quais outros países também tem a Elizabeth II como rainha?

Além de ser a rainha do Reino Unido, Elizabeth II também ocupa o posto em outros locais do mundo. São dezesseis estados independentes, chamados de Reinos da Comunidade de Nações, territórios britânicos ultramarinos e as dependências da Coroa.

Os locais são: África do Sul, Antígua e Barbuda, Austrália, Bahamas, Barbados, Belize, Canadá, Fiji, Granada, Ilhas Salomão, Jamaica, Malawi, Malta, Maurícia, Nigéria, Nova Zelândia, Paquistão, Papua-Nova Guiné, Quênia, Reino Unido, Santa Lúcia, São Cristóvão e Nevis, São Vicente e Granadinas, Serra Leoa, Sri Lanka, Tanganica, Trinidad e Tobago, Tuvalu e Uganda.

Embora todos os locais estejam sobre a soberania de Rainha Elizabeth II, cada um deles possui autonomia e legislações distintas.

Reinado de Elizabeth II

A política canadense é bem diferente da brasileira. Além de ser a monarca do Reino Unido, a Rainha Elizabeth II ocupa o posto em diversos outros países. A rainha está no poder desde 1952 e só deixará o trono no momento que falecer. Neste caso, será substituída pelo príncipe Charles, respeitando a linha sucessória britânica.

Depois de Charles, os próximos da linha sucessória britânica são o príncipe William, casado com Kate Midleton, seus três filhos, sendo respectivamente o príncipe George, princesa Charlotte e príncipe Louis. Caso nenhum deles possa assumir, o próximo é o príncipe Harry, que, em 2018, se casou a atriz Meghan Markle.

Para saber mais sobre a política canadense, acesse o nosso blog. Deixe seu comentário e dúvidas a respeito da monarquia constitucional do país!

Topo