Voluntariado no Canadá: tudo o que você precisa saber

Posted in Emprego, Eta Canada Blog, Lazer

O que é o trabalho voluntário?

Fazer um trabalho voluntário em outro país, como o Canadá, é uma experiência enriquecedora. É também uma maneira de conviver com diversos tipos de pessoas, realizar atribuições diferentes, além de ter a oportunidade de evoluir como ser humano e profissional.

Um voluntário pode atuar em uma creche e estar em contato com crianças o tempo todo. Foto: Erich Westendarp

Como a própria denominação já diz, o voluntariado se trata de atividades realizadas sem que haja uma remuneração em dinheiro, diferentemente de qualquer outra ocupação profissional. Um voluntário pode atuar em áreas variadas, de acordo com suas aptidões e interesses.

Hospitais, creches, casas de repouso, enfim, existem diversos locais recebem pessoas todos os dias, que carregam consigo a força de vontade e o desejo de ajudar.

As motivações para realizar um trabalho como esse também são muitas, mas as principais são religiosas, políticas e até mesmo profissionais. Os serviços podem ser realizados em um intervalo curtíssimo de tempo — como em um único dia — ou se tornar contínuo e parte da rotina do voluntário.

Independentemente da atividade exercida, da motivação e do tempo, dois objetivos certamente são alcançados: melhorar de alguma forma a vida dos beneficiados e o contentamento em ser útil.

A seguir, confira um guia completo sobre trabalho voluntário no Canadá e como tudo funciona.

Como ser um voluntário no Canadá?

Além de ser uma maneira de conhecer melhor o país e os canadenses, fazer um trabalho como esse é visto de modo muito positivo pelas empresas locais. É também uma forma de aumentar o networking — rede de contatos profissionais — e garantir experiências nas mais diversas áreas de atuação.

É possível fazer trabalho voluntário no Canadá nas mais diversas áreas, desde serviços triviais até outros que exigem mais qualificação. Foto: Raw Pixel

Isso é ótimo para quem deseja trabalhar no Canadá ou construir sua vida profissional no Brasil.

Apesar de ser voluntário, o processo não se limita a demonstrar interesse, escolher um local e começar a prestar serviços. Muito pelo contrário. Alguns órgãos exigem experiência anterior e/ou um treinamento antes de iniciar o trabalho.

As vagas são mais frequentes no verão, embora seja possível ser voluntário no Canadá durante o ano todo.

Motivos para ser um voluntário

O fortalecimento do networking, a experiência profissional, proporcionar perspectivas melhores aos beneficiados e a satisfação pessoal já foram apontados no decorrer do texto como razões para ser voluntário. Mas é possível enumerar outros, que tornarão essa experiência muito mais rica.

Ser voluntário gera diversos benefícios para a mente e a saúde de uma forma geral. Foto: Willian 2000

Para começar, vale destacar que um voluntário aprende muito durante esse período. Não só a desempenhar um determinado serviço, como também a exercer qualidades primordiais para o sucesso pessoal e profissional, como boas relações interpessoais. Qualidades como carisma, altruísmo, empatia e paciência podem ser desenvolvidas ao longo do trabalho.

Outro motivo pelo qual vale a pena ser voluntário está diretamente relacionado à saúde. Um abraço, beijo ou mesmo um sorriso tímido podem aumentar a produção de hormônios que provocam bem-estar, como serotonina e oxitocina.

Já foi provado cientificamente que doenças podem ser curadas através do simples ato de ajudar uma ou um grupo de pessoas. Males como depressão e estresse podem ser combatidos através de um trabalho voluntário. A sensação de se sentir útil pode ser listada como o principal motivo para esse benefício.

Uma razão que não pode deixar de constar na lista é a chance de praticar o idioma falado na cidade onde o trabalho voluntário é desenvolvido no Canadá, seja inglês ou francês. É uma verdadeira imersão e um aprendizado diferente e próximo do real, com gírias e expressões idiomáticas que dificilmente são aprendidas em cursos, seja no Brasil ou em escolas canadenses.

Para quem se sente inseguro em manter uma conversação em um idioma estrangeiro, estar com pessoas e conversar com elas é uma possibilidade de quebrar o gelo e eliminar de vez qualquer sensação de medo. E conversar é algo extremamente importante durante um trabalho voluntário.

Algumas vezes, o que uma pessoa em estado de vulnerabilidade precisa é ser ouvida. Em uma situação como essa, dificilmente haverá julgamentos quanto à maneira de falar ou eventuais erros de quem aprende a falar uma nova língua.

Existem até programas exclusivos de voluntariado no Canadá. Este direcionamento torna a experiência ainda mais marcante e produtiva.

Muitas pessoas, principalmente jovens, querem ter a chance de colocar um projeto em prática, mas não conseguem por diversos motivos. O voluntariado pode ser uma excelente oportunidade para provar sua viabilidade e atrair parceiros.

Ainda que o objetivo seja diferente desse, trabalhar em uma instituição incrementa o currículo, pois as habilidades exigidas em tal experiência são as mesmas que os empregadores desejam em sua equipe. Sem contar que esse é um sinal forte de proatividade e inovação.

Para quem estuda, é uma forma de praticar os conhecimentos adquiridos, se os serviços estiverem relacionados à sua área. É como se fosse um estágio. Já pessoas que ainda não encontraram um objetivo de vida podem ter essa chance através do trabalho voluntário.

Documentos necessários

Se sentir atraído por desempenhar um trabalho voluntário no Canadá é o primeiro passo para a concretização desse projeto. No entanto, algumas ocupações precisam de um documento especial: o work permit, que é a permissão para desempenhar algum tipo de serviço no país.

O estrangeiro que tiver a intenção de entrar para o voluntariado deve ter em mente que a permissão de trabalho é exigida. Porém, estudantes de inglês — que geralmente não possuem essa autorização — podem ser voluntários, mas há uma limitação nos serviços permitidos.

Pode-se citar entre eles a ajuda a um amigo ou membro da família, cuidar de uma criança, atuar em um centro de apoio ou em uma fazenda familiar por um período de até um mês. Serviços desempenhados em universidades também podem ser incluídos nessa categoria.

Essas atividades não competem diretamente com as principais vagas de empregos no Canadá, por isso a permissão. Para outras atribuições, é necessário o visto de trabalho.

Quem estuda cuidados da saúde também não precisa ter a permissão de trabalho, desde que esteja em um programa de estágio ou prática. O principal objetivo desse trabalho deve ser o auxílio na formação e o período da iniciativa voluntária não deve se estender para além de quatro meses.

Observadores de ambientes de trabalho e/ou acompanhantes de profissionais experientes são outros voluntários que não precisam de visto. Um exemplo é um geólogo que coleta amostras de um determinado lugar. O voluntário não precisa apenas observar tudo o que ocorre, como também pode ajudar com pequenos afazeres.

No entanto, outros trabalhos, ainda que sejam voluntários, precisam de uma permissão, pois as funções podem ser exercidas por um trabalhador remunerado.

Pode ser enquadrado um serviço prestado para uma ONG conceituada no Canadá. Como se sabe, muitos dos membros da equipe que trabalha nesses locais recebem salário e têm uma rotina similar à de funcionários de empresas. Por isso, as funções poderiam ser desempenhadas por eles.

Empresas como meios de comunicação ou multinacionais também exigem um visto. Para estudantes, qualquer serviço que não tenha ligação com sua área de estudo também precisa de comprovação.

Evidentemente, para fazer qualquer tipo de trabalho no Canadá, seja voluntário ou não, o visto de permanência no país deve estar em dia.

Sites especializados

Um simples busca na internet pode ser suficiente para encontrar vagas e começar a sonhar com a experiência do voluntariado no exterior. Foto: Photo Mix Company

Através dos seguintes sites, você tem todas as informações para começar um produtivo trabalho voluntário no Canadá:

Todos os sites estão em inglês, com exceção do de Quebec, escrito em francês.

Eles podem funcionar como classificados: através de anúncios, é possível procurar um trabalho voluntário ou anunciar um. O visitante tem acesso a eventos sobre o assunto, informações das instituições e de como funciona todo o processo, bem como conhece melhor cada uma das áreas de atuação e seu público-alvo.

Afinal, atuar com idosos, crianças, animais ou pessoas com deficiência tem suas peculiaridades. Ter a sensibilidade para entender o que cada indivíduo desse grupo de pessoas pensa e precisa faz o trabalho ganhar em qualidade e o voluntário pode sentir todos os benefícios desse ato serem potencializados.

Visitar cada um deles e ler sobre o assunto é importante para amadurecer o projeto, além de escolher uma área de atuação e introduzir o tópico para quem nunca teve a chance de ser voluntário. É uma quebra de conceitos que podem ter sido formados ao longo de uma vida.

Você acabou de ter um guia completo sobre trabalho voluntário no Canadá. Soube o que significa, onde procurar por uma ocupação, qual a documentação necessária e as vantagens de ter uma experiência como essa.

Para saber mais sobre o Canadá e como trabalhar, estudar ou passear no país, leia o conteúdo já postado, que conta com informações bastante úteis. Não deixe de verificar os textos novos para saber das novidades sobre o país.

Topo