Vida selvagem nas cidades do Canadá: saiba quais animais são mais encontrados

Posted in Eta Canada Blog, Fauna e Flora

O Canadá é rico em sua diversidade, sendo muito comum encontrar animais silvestres corriqueiramente. Tanto no subúrbio quanto nos grandes centros urbanos, a vida selvagem nas cidades se manifesta com a visita de alguns animais no meio civilizado, podendo impressionar alguns estrangeiros.

Este fenômeno, no entanto, é comum para os residentes. O governo canadense informa sobre a possível presença dos animais silvestres, alertando para os riscos e cuidados necessários, além de adaptar as cidades para essa convivência.

Os turistas, sempre em busca de novas experiências, poderão encontrar a vida selvagem nas ruas da cidade ou também em lugares mais afastados, principalmente na primavera. Isso acaba atraindo a atenção dos estrangeiros que querem se sentir mais próximos da natureza ou que não têm tanto contato com a fauna de seu próprio país, tornando-se realmente uma atração turística.

É extremamente importante se informar sobre o assunto, saber como se comportar diante de cada animal e respeitá-los para que não ocorra nenhum tipo de problema.

Quais são os animais selvagens mais comuns de se encontrar numa ida ao Canadá?

O Canadá, segundo maior país do mundo, é repleto de parques florestais, montanhas, lagos e geleiras, dando as condições de habitat favoráveis para a vida selvagem. Com a urbanização das cidades, a fauna e a civilização acabaram coexistindo ao longo do tempo.

Um dos motivos principais destes animais visitarem tanto as ruas e casas é a busca por comida. É muito comum se deparar com vida selvagem procurando restos de alimentos em torno de latas de lixo, razão pela qual algumas lixeiras públicas possuem travas anti-ursos.

São diversas as espécies de mamíferos e aves que podem ser avistados no país. Ursos, alces e esquilos estão entre os mais conhecidos, porém a variedade é muito maior. Confira abaixo os principais animais selvagens presentes nas cidades no Canadá e algumas curiosidades!

Ursos

O urso-pardo é identificado pela pequena corcunda no topo de suas costas.

Urso-pardo, urso-negro ou urso polar. Não importa qual é o tipo, são alguns dos animais mais vistos no país. Na cidade de Churchill, no norte do Canadá, a população de ursos polares é maior do que a de pessoas. O pequeno território conta com 900 habitantes e aproximadamente 1000 vizinhos selvagens. Suas características são bastante diferenciadas, sendo maior e mais pesados do que qualquer outro urso, e se alimentam principalmente de focas.

Há registros de cerca de 25 mil ursos-pardos no país. A espécie é solitária e não costuma se misturar tanto com os humanos, mas encontros podem acontecer. Eles se diferenciam dos ursos-negros por suas patas maiores e pela presença de uma pequena corcunda em suas costas, além de chegarem a uma altura de 3 metros quando estão em pé.

A grande maioria dos ursos hiberna no inverno, se alimentando de enormes quantidades de comida durante o outono para acumular gordura e energia. Os ursos são onívoros, o que significa que comem tanto vegetais quanto carnes de outros animais, mas isso pode variar de acordo com cada região. O urso-negro, por exemplo, consome basicamente plantas e frutas silvestres, como amora, raízes e nozes.

A convivência dos ursos com as pessoas fez com que os animais percebessem uma potencial fonte de alimentos nas cidades. Assim, alguns deles podem criar o hábito de procurar por restos de comida em torno das casas ou de barracas de acampamento, o que torna o contato mais frequente.

Vale lembrar que os ursos não caçam os humanos, e os possíveis ataques são apenas mecanismos de defesa. Por isso, é importante saber sempre como agir diante das espécies.

Esquilos

O roedor pode ter a pelagem avermelhada, como na foto, ou acinzentada.

O esquilo é popularmente reconhecido como identidade canadense. O animal selvagem pode ser visto nas cidades em basicamente qualquer parte do país, até mesmo nos trechos mais urbanos, a não ser no inverno. Estão sempre subindo em árvores, visitando grandes parques ou pequenos jardins, convivendo com os cidadãos.

Apesar de ser tentador interagir e alimentá-los, a prefeitura recomenda que não os faça, já que são animais inteligentes e voltarão mais vezes para pedir mais comida. Outro motivo é a propagação de doenças, uma preocupação que poucos conhecem.

Os esquilos acumulam nozes e avelãs para consumir durante o inverno em que há escassez destes alimentos. Durante toda a estação fria, os roedores se escondem em tocas e túneis para reaparecerem somente na primavera.

Guaxinins

O guaxinim é um animal bagunceiro com uma mancha escura ao redor do olho.

Você também pode conhecer este animal por raccoon, seu nome em inglês. São bichos com cerca de 70 centímetros de comprimento e 30 centímetros de altura, sem contar o rabo, chegando até a 9 quilos na vida adulta. Sua cara é muito marcante por apresentar uma pelagem mais escura em torno dos olhos, lembrando uma máscara preta.

Os guaxinins têm hábitos muito parecidos com os que vimos dos esquilos. Ambos são encontrados nas cidades à procura de comida, sendo mais provável encontrá-los na cidade revirando lixeiras das casas de moradores ou de restaurantes do que em cima de árvores.

A diferença no comportamento para os amigos roedores é que o guaxinim pode apresentar uma atitude agressiva. Ao revirar latas de lixo, o raccoon pode deixar uma verdadeira bagunça nos jardins. Apesar disso, só representa uma ameaça para os humanos por transmitirem algumas doenças.

Alces

Um alce macho possui uma enorme galhada em sua cabeça durante o verão.

Os mooses, como são chamados em inglês, são grandes animais que fazem parte da cultura canadense. São identificados pelo enorme chifre na cabeça dos machos e chegam a ter até 2 metros de altura. A galhada tem a forma de uma taça e função de atrair fêmeas, usando como arma contra os outros concorrentes. Após o período de reprodução, os chifres caem geralmente no final do outono.

O alce é o maior animal da família dos cervos e são encontrados somente em regiões frias. Vivem em florestas no inverno e perto de lagos e pântanos no verão, sendo avistados por humanos na beira das estradas. Por causa disso, podem apresentar um perigo ao aparecerem de repente em frente aos carros.

A cultura dos alces não se limita à vida selvagem. Em determinadas épocas, a caça é permitida e sua carne é apreciada. Além disso, os animais tornaram-se o símbolo de muitos times esportivos, cartões postais e marcas de roupa, já que representam tão bem o Canadá.

Coiotes

O coiote pode ser encontrado por muitas partes do Canadá, saiba diferenciá-lo dos cachorros.

Os coiotes são mamíferos que produzem sons muito característicos, sendo diferenciados justamente pelo latido agudo e alto. Menor do que o lobo e maior do que a raposa, faz parte da família dos canídeos e existe em grande quantidade. Os animais selvagens são encontrados na cidade na porção oeste canadense.

Os residentes e turistas, ao entrarem em contato, podem até confundi-lo com um cachorro. No entanto, a presença de cães ou gatos nas ruas das cidades no Canadá é inexistente, diferentemente do que estamos acostumados no Brasil. Há grandes chances do animal ser, na realidade, um coiote.

São animais com instinto de caça e podem apresentar perigo para os humanos, portanto o controle e regulamento sobre a espécie é ainda mais importante. Os coiotes frequentam as cidades em busca de alimentos; animais de estimação ou pecuária acabam sendo as presas mais escolhidas.

Gansos

Quando não estão voando, os gansos canadenses podem ser vistos em parques e gramados.

Um representante da classe das aves é o ganso. Sua representação é tão grande que há inclusive uma espécie natural canadense, chamada ganso-do-canadá. São diferenciados pelo longo pescoço e cabeça de cor preta, com o detalhe de uma faixa branca no meio, e têm o maior tamanho em relação aos parentes.

Sua presença se dá principalmente na região dos Grande Lagos, parte leste do país. Os gansos podem ser vistos em formação na clássica imagem de um V no céu enquanto migram para regiões com climas mais apropriados, devido ao intenso frio canadense. Nas cidades, é possível encontrá-los sempre em parques e perto da água. Se o animal se sentir ameaçado por humanos, poderá tentar um ataque.

Assim como os alces, os gansos também serviram de inspiração para uma marca canadense, especializada em roupas de inverno. Sua caça é permitida em certa época do ano para aproveitar suas penas e carne, quando regularizada.

Corvos

O corvo é um pássaro de penas e bico muito escuros que visita as cidades procurando comida.

Outra ave que pode ser muito vista no país é o corvo. Pequeno, escuro, com um bico afiado e personalidade forte, o animal aparece em busca de alimentos em lixeira ou hortas. Suas características físicas acabaram o associando a imagens sombrias e misteriosas presentes em filmes e livros.

Os corvos são animais bastante inteligentes e que conseguem reproduzir sons muito parecidos com as palavras, assim como os papagaios. Além de imitar a voz humana, podem também repetir ruídos de outros bichos.

O pássaro faz um barulho alto e, caso encontre um na cidade, é melhor observá-lo de longe. Relatos de ataque a humanos são muito comuns, logo recomenda-se saber como se prevenir.

Focas

População de focas repousando na praia.

Infelizmente, as focas são mais famosas pelo grande interesse de caçadores. Com a permissão do governo canadense, a matança de focas é um dos principais mercados de caça e o maior abate de animais marítimos do mundo. A finalidade é aproveitar sua pelagem para proteção contra o frio e carne para o consumo.

O animal se encontra perto de fontes de água em regiões frias. São excelentes nadadoras, mas podem ser vistas na superfície de gelo ou praias descansando junto com outras de sua família. As focas conseguem ser vistas em passeios turísticos de barco pelas baías canadenses na região de Vancouver.

Lembramos que existem centenas de outras espécies diferentes no país! Já encontrou algum animal selvagem nas cidades do Canadá que não entrou na lista? Deixe seu comentário com sua experiência e compartilhe a publicação com amigos.

Topo