Saiba o que fazer em Prince Edward Island

Posted in Entretenimento

Esta província é impressionante! Sua beleza faz com que algumas pessoas a considerem a mais colorida de todo o Canadá, mesmo sendo também uma das mais simples. Caso ela esteja em seu roteiro de viagem, você não pode deixar de ler este texto, pois aqui separamos ótimas dicas do que fazer em Prince Edward Island.

Antes, vamos contar um pouco mais sobre o local. Prince Edward Island (PEI) é uma das três províncias marítimas canadenses e é chamada de Birthplace of Confederation (“nascedouro da confederação”), pois sua capital Charlottetown foi casa do início das discussões de unificação das províncias do Canadá em 1864.

Atualmente, sua população soma algo em torno de 150 mil habitantes e a base de sua economia é a agricultura, inclusive, 25% de todas as batatas canadenses têm a pequena ilha como origem.

Charlottetown fica a 1.700km de Toronto e você pode chegar lá de carro ou de avião, sendo esta a opção mais confortável, claro. Há três cidades com aeroportos pelos quais você pode chegar ou sair da província: um na própria Charlottetown, outro em Moncton, cidade da província vizinha de New Brunswick, e por último Halifax, na Nova Scotia.

No geral, Prince Edward Island é uma ilha comprida que possui inúmeras baías e enseadas, além de uma flora e fauna bastante características, principalmente no mar, o que faz com que a gastronomia do local ofereça muitas ostras, lagostas, mexilhões e diversas espécies de peixes que podem agradar os mais variados paladares.

O que fazer em Prince Edward Island

Cape Egmont Lighthouse

PEI é conhecida por ter muitos faróis em seu território, são cerca de 63 ao todo. Um dos mais conhecidos e visitados é o Cape Egmont Lighthouse, por isso é uma de nossas primeiras dicas do que fazer em Prince Edward Island. Ele foi construído em meados do ano 1883 no extremo do Cabo Egmont com vista para o Estreito de Northumberland e era valorizado por ser o único naquela região.

Sua construção tem cerca de 12m de altura e sua torre é conhecida por ter detalhes decorativos, como janelas. Inicialmente, contava também com uma pequena casa, mas ela foi removida em 1958. Atualmente, o local é reconhecido como patrimônio da ilha e aberto para visitação do público. Muitas pessoas o procuram para assistir ao incrível pôr do sol que sua vista proporciona.

A localização do pequeno farol próximo à costa faz com que o pôr do sol aqui seja considerado um dos mais belos de PEI. Foto: Another Walk In The Park

Greenwich Park

Esse lado da ilha possui a pequena península de Greenwich, que separa St. Peters Bay do Golfo de St. Lawrence. Ela se tornou parte do Parque Nacional Prince Edward Island em 1988 devido à necessidade de proteger os recursos naturais e culturais encontrados na região. Ele apresenta, por exemplo, um extenso sistema de dunas costeiras e vários habitats onde plantas raras são encontradas.

Escavações arqueológicas indicam que o local era povoado pelos primeiros povos aborígenes, além de colonos franceses e imigrantes escoceses, irlandeses e ingleses, que deram origem a tudo na região. O parque apresenta, portanto, mais de 20 exposições que ensinam mais sobre a história natural e cultural de Greenwich.

Para quem gosta de caminhadas, o parque é excelente, pois conta com trilhas que variam de 1,25km a 4,5km com áreas arborizadas e até mesmo campos agrícolas abandonados. Além disso, são oferecidos banheiros, vestiários, chuveiros, abrigos para piquenique, um calçadão de madeira e uma torre de observação no local.

O Greenwich Park é um local ótimo para ser explorado. Alguns trechos de suas trilhas passam sobre as águas. Foto: Tea First

Victoria Seaport Lighthouse

Nossa terceira dica do que fazer em Prince Edward Island é visitar mais um farol: o Victoria Seaport Lighthouse. Neste caso porque o local, além do farol, abriga um museu operado por uma entidade sem fins lucrativos desde 1990. Nele, você poderá ver imagens reais da chegada de imigrantes à PEI, da construção do farol e muito mais, todas abrigadas na pequena torre que ainda tem suas luzes em funcionamento.

Os pequenos faróis espalhados pela ilha são, sem dúvidas, indispensáveis no roteiro de um turista. Foto: Take To The Highway

Province House

A Province House é a Assembleia Legislativa de Prince Edward Island, onde aconteceu a reunião sobre a Confederação das Províncias. Atualmente, o local funciona como a Câmara da Confederação e chegou a sofrer um atentado em 1995, quando a construção foi bastante prejudicada devido à explosão de janelas e a pequenos danos estruturais. A casa foi fechada em 2015 para reparos e alguns trabalhos de conservação, fazendo com que a legislatura se mudasse para o George Coles Building.

Em frente ao prédio, você encontrará um memorial aos veteranos de Charlottetown, que homenageia os mortos das duas Grandes Guerras Mundiais e da Guerra da Coreia. Há, ainda, um memorial de guerra para homenagear os membros do Royal Canadian Regiment e placas comemorativas para os Padres da Confederação.

Charlottetown pode fazer com que você se sinta voltando no tempo. Há festivais em que as pessoas andam pelas ruas trajadas com roupas de época. Foto: Discover Charlottetown

Basílica de St. Dunstan

A construção da pequena basílica data de 1907, porém ela passou por uma reconstrução em 1916 devido a um incêndio que atingiu suas estruturas. Seu nome foi dado em homenagem a St. Dunstan, um santo anglo-saxão de Glastonbury. Essa igreja é considerada Patrimônio Histórico Nacional do Canadá e já chegou a ser escolhida para funerais de importantes figuras da história do país, como do Ministro do Assuntos dos Veteranos, Daniel J. MacDonald.

Está localizada na Great George Street, entre o porto e o Confederation Center of the Arts. Seu estilo de construção é gótico e as pedras utilizadas ali foram trazidas da França e ela é considerada a única catedral e basílica católica romana na província de Prince Edward Island.

No verão ou no inverno, a Basílica de St. Dunstan é um lugar que merece sua visita. Foto: Expedia

Victoria Park

Localizado em Charlottetown, a propriedade onde o parque está atualmente surgiu no ano de 1789, fundada pelo governador Edmund Fanning, inicialmente apenas para que as terras fossem usadas por ele e abrigassem a residência oficial. Ao longo dos anos, a propriedade teve diversos usos, até que em 1869 a população passou a pedir que começasse a ser utilizada para fins públicos.

A partir de 1973, a cidade de Charlottetown passou a fazer melhorias na propriedade, como o plantio de árvores, construção de casas de banho e até mesmo uma estrada foi instalada no local. Atualmente, o Victoria Park é o maior de toda a cidade e, por isso, não poderia faltar em nossas dicas do que fazer em Prince Edward Island.

Ele oferece uma grande variedade de atividades ao ar livre para seus visitantes, como quadras de tênis, campos, piscinas e até mesmo um parque para as crianças. O ambiente é bastante tranquilo e ótimo para quem busca descanso e paz.

Uma paisagem linda e muita tranquilidade são os principais oferecimentos do Victoria Park. Foto: Pinterest

Confederation Centre of the Arts

Inaugurado em 1964, o Confederation Centre of the Arts celebra as origens e a evolução do Canadá com uma extensa variedade em sua programação. Um dos principais pontos do museu é o respeito que ele prega pelo povo Mi’kmaq, os antecessores de toda a população do local, reconhecendo sua história e espiritualidade. O prédio ocupa todo um quarteirão e impressiona desde sua arquitetura até seu acervo, que reúne até mesmo uma réplica realista da Câmara da Confederação.

Há, ainda, exposições de arte contemporânea e de artefatos históricos. No Memorial Hall, você encontrará uma comemoração à fundação do Canadá e uma homenagem aos povos indígenas em um enorme apanhador de sonhos criado por jovens de todo o país no ano em que comemoraram seus 150 anos. Não deixe o local sem assistir a uma peça de teatro.

Ocupando um quarteirão inteiro, o Confederation Centre of the Arts oferece uma experiência completa para seus visitantes. Foto: Confederation Centre of the Arts

Confederation Trail

A Confederation Trail é um dos maiores pontos turísticos de Prince Edward Island, pois é uma trilha com 435km que percorre toda a ilha. Antes, essa trilha era, na verdade, uma estrada de ferro que foi abandonada em 1989 e, desde então, passou a ser utilizada pelos habitantes para ciclismo durante o verão e para snowmobile durante o inverno.

Ao longo da trilha, você encontrará muitas coisas, desde mudanças significativas na paisagem da baía, como também acomodações, restaurantes e serviços diversos. Cruzar a Confederation Trail é, portanto, uma aventura completa para quem decide fazê-lo. Caso tenha tempo em sua visita, não deixe de completar a trilha ou pelo menos conhecer um pedaço dela.

Muitos ciclistas cruzam totalmente a Confederation Trail. Foto: Canadian Cycling Magazine

Confederation Bridge

Com quase 13km de extensão, a Confederation Bridge foi aberta para ligar a província a todo o resto do país. Ela é considerada a mais longa do mundo e também uma das principais realizações de engenharia canadense no século XX desde sua inauguração em 1997.

Já em sua abertura, a ponte atraiu emissoras de televisão para transmitir sua inauguração e a primeira travessia feita ali, estima-se que cerca de 17.500 pessoas passaram por ela nesse grande dia. Até hoje, a construção é administrada pela SCBL, o consórcio que a construiu, porém isso valerá até 2032, quando a administração passará a ser do governo canadense.

A vista da Confederation Bridge impressiona qualquer um, turistas do mundo inteiro cruzam a construção. Foto: Wikipédia

Agora que você já viu lugares interessantes para visitar em PEI, vamos falar um pouco sobre a gastronomia do local. Por se tratar de uma cidade costeira, os frutos do mar são bastante valorizados por lá. Inclusive, a 30 minutos de Charlottetown, você poderá encontrar a Pinette River Oyster Company, uma propriedade que vive da pesca e venda de ostras frescas preparadas das mais variadas maneiras possíveis.

Seus donos a transformaram também em uma atração turística, dando aos visitantes verdadeiras aulas sobre o cultivo do molusco e tudo mais que seja possível saber. Enquanto as aulas são dadas, a esposa do proprietário do local prepara uma incrível degustação em que você poderá experimentar as ostras cruas ou cozidas com muitos molhos diferentes.

Para quem busca algo mais agitado, há a tour feita pela Tranquility Cove Adventures, em Georgetown, também a cerca de 30 minutos de Charlottetown. O passeio de barco tem duração de duas horas, e o turista terá a chance de pescar lagostas, caranguejos e mexilhões. Em seguida, o que foi pescado é preparado no próprio barco para consumo.

Agora nossas dicas sobre o que fazer em Prince Edward Island estão oficialmente encerradas, com certeza você conseguirá montar um roteiro muito interessante para os dias em que ficar por lá. Antes de mais nada, porém, é importante começar a planejar sua viagem para o Canadá, não é mesmo?

Desde Março de 2016, cidadãos de todos os países isentos de visto canadense e os residentes permanentes dos Estados Unidos podem viajar ao Canadá portando a eTA, uma autorização eletrônica de viagem para quem viaja de férias, a negócios ou está apenas em trânsito pelo país. Você pode fazer a solicitação desse documento online em um sistema gerido pela própria Cidadania e Imigração do Canadá.

Nós somos uma agência online especializada em cuidar dessa solicitação, oferecendo assistência aos viajantes para o processamento de seus documentos. Caso você se encaixe nos pré-requisitos, o processo é bastante rápido e totalmente seguro. Não deixe de nos conhecer e entre em contato caso tenha alguma dúvida.

Acompanhando nosso site você sempre receberá informações como essas para aproveitar sua estadia no Canadá. Compartilhe também com seus amigos para que eles visitem nosso blog! Caso queira, deixe também um comentário sobre o que achou de Prince Edward Island. Esperamos você na próxima postagem!

Topo