Quais vacinas são aceitas no Canadá para brasileiros

Quais Vacinas São Aceitas no Canadá para brasileiros

Posted in Eta Canada Blog, Transporte

Muitos turistas brasileiros e ao redor do mundo esperaram ansiosamente pelo retorno das viagens turísticas e recreativas para o Canadá. Pensado nisto, trouxemos a você o que fazer para poder viajar para o Canadá, mesmo que sua viagem não seja considerada “essencial”.

Começamos com a boa notícia de que a partir da primeira semana de setembro, as viagens não essenciais ao Canadá serão normalizadas. Ou seja, permitirão mais uma vez a entrada de quem deseja entrar no país com a intenção de fazer negócios, turismo, visitar amigos e familiares, etc.

No entanto, quem está envolvido nesse tipo de viagem não estarão livres de cumprir a certas condições para que sua passagem pela fronteira canadense seja satisfatória.

Mas não se preocupe: preparamos com carinho para você o passo a passo do que fazer para poder passear sobre as terras canadenses.

Quem pode entrar no Canadá?

Os viajantes que estão totalmente vacinados e que, é claro, atendem às condições de elegibilidade estabelecidas pelo governo canadense poderão entrar no Canadá tranquiliamente.

No entanto, é necessário que você siga as obrigações determinadas pelo governo canadense.

Dentre os principais requisitos a serem cumpridos, será exigido um documento certificado pelo órgão público de saúde que comprove que o portador atende todas as doses da vacinação estabelecidas.

Além disto, não é qualquer vacina que é aceita no Canadá. É estritamente necessário que o viajante tenha sido imunizado com uma das vacinas listadas pelo documento redigido pelo governo canadense.

Nesse sentido, vejamos quais vacinas estão na lista, na data de escrita desta artigo.

Quais vacinas COVID são aceitas para viagens ao Canadá?

  • Pfizer-BioNTech (Comirnaty, Tozinameran, BNT162b2): Com eficácia superior a 91,3% contra infecção após 7 dias da administração da segunda dose, esta é uma das vacinas aceitas pelo Canadá para permitir a entrada de visitantes.

    É a primeira vacina autorizada para combater a infecção por COVID, seja em maiores de idade ou a partir dos 16 anos.

Devem ser administradas 2 doses de Pfizer-BioNTech, de modo que aqueles que pretendem viajar para o Canadá nos termos mencionados acima devem apresentar evidências que comprovem que receberam a segunda dose pelo menos 14 dias antes de entrar no país.

  • Moderna (mRNA-1273): Aqueles que foram vacinados com Moderna (mRNA-1273) e demonstraram isso por meio de documentos oficiais poderão entrar no Canadá, mesmo por motivos de viagem não essenciais.

    Nesse caso, a vacina é recomendada para uso em pessoas com 18 anos ou mais, apresentando níveis de proteção contra COVID de até 10 semanas a partir da primeira dose.

    Porém, para que as pessoas vacinadas com Moderna possam entrar no Canadá, elas devem provar às autoridades que receberam as duas doses da vacina. Desta forma, uma alta eficácia (94,1%) é alcançada apenas duas semanas após a segunda dose.

  • AstraZeneca / COVISHIELD (ChAdOx1-S, Vaxzevria, AZD1222): Esta é mais uma das vacinas aceitas pelo Canadá que permite aos brasileiros interessados ​​em visitar o país estejam qualificados como viajante totalmente vacinado.

    Foi demonstrado que esta vacina é 79% eficaz na prevenção dos sintomas da doença, sendo 100% para a sua forma mais grave. Assim que a pessoa completar o processo de vacinação, a saber duas doses, ela pode viajar para o Canadá, desde que o faça pelo menos 14 dias após receber a segunda dose.

  • Janssen / Johnson & Johnson (Ad26.COV2.S): Janssen da Johnson & Johnson é outra vacina aceita para viagens ao Canadá. Em seu caso, demonstrou ser 66% eficaz em uma dose para prevenir COVID-19 sintomático e 85% para a doença em seu estado grave.

    Nesse sentido, deve-se ressaltar que apenas aqueles que comprovarem sua vacinação com a Janssen (Johnson & Johnson) serão beneficiados com a isenção para viajantes totalmente imunizados após receberem uma única dose.

Observação importante: é muito importante deixar claro que se você foi vacinado por qualquer outra vacina que não conste na lista redigida pelo governo do Canadá, você não estará apto nem mesmo a sair de dentro do aeroporto.

Portanto, mesmo que tenhas recebido as duas doses de alguma vacina contra o coronavírus, mas que não esteja listada pelo governo canadense, como a CoronaVac e Covaxin por exemplo, você não poderá passear no Canadá.

Porém, esta lista pode ser atualizada a qualquer momento, por isso achamos importante que você esteja atento às atualizações desta lista oficinal do Governo do Canadá, pois pode ser que mais cedo ou mais tarde, vacinas que hoje não são aceitas, sejam aceitas posteriormente.

Posso viajar para o Canadá com o benefício da isenção de viajante totalmente vacinado se eu já tive COVID-19 no passado?

Veja bem, é importante observar que as pessoas que estão em recuperação após terem sido infectadas pelo COVID-19 e que receberam apenas uma dose de uma das vacinas acima mencionadas (sem contar a Janssen / Johnson & Johnson), não podem se beneficiar da isenção dos viajantes totalmente vacinados.

Para poder passear no Canadá, esses viajantes devem completar a carteira de vacinação com as doses necessárias contra o COVID-19.

Ou seja, independentemente de você ter tido contato com o coronavírus ou não, você deve ter sido imunizado com a dosagem completa de uma das vacinas contatadas na lista redigida pelo governo canadense. Sem vacinas, sem autorização de viagem.

A isenção do viajante totalmente vacinado se aplica àqueles que receberam vacinas diferentes das aceitas pelas autoridades canadenses?

É importante esclarecer que aqueles que recebem uma vacina diferente das mencionadas acima não podem ser endossados ​​para obter a isenção de viajante totalmente vacinado.

No entanto, esta lista pode sofrer alterações e, portanto, seria muito conveniente você se manter atualizado.

Que outros aspectos devo levar em consideração antes de viajar para o Canadá?

Além de receber a dose completa de qualquer uma das vacinas aceitas para viajar ao Canadá, os brasileiros interessados ​​em visitar o Canadá devem seguir uma série de instruções para que sua entrada seja permitida.
Em primeiro lugar, todos os visitantes com mais de 5 anos devem apresentar teste COVID-19 negativo, não sendo admitida a apresentação de teste antigénico. Este teste deve ser realizado dentro de 72 horas antes da viagem e deve ser endossado por um laboratório reconhecido pelo governo canadense.

É importante observar que os visitantes do Canadá devem fornecer uma série de dados através do ArriveCan. O ArriveCan é um aplicativo por meio do qual as informações sobre as viagens serão transmitidas antes e depois do viajante entrar no Canadá.

Entre os dados a preencher no aplicativo estão os correspondentes ao comprovante de vacinação, a data das doses fornecidas e os recibos ou cartões de confirmação.

Devem ser traduzidos para o inglês ou francês, se necessário.

É importante observar que, se você não for elegível para a isenção, será necessária uma quarentena de pelo menos 14 dias. Obviamente, todos os dados sobre as condições de isolamento devem ser fornecidos via ArriveCan.

É importante ter documentos como o recibo ArriveCan, comprovante de vacinação, os resultados dos exames feitos antes da chegada ao Canadá em mãos durante a viagem. Isso agilizará a avaliação do governante quando os visitantes estiverem em território canadense.

Em suma, as notícias sobre o retorno de viagens não essenciais ao Canadá são, sem dúvida, muito animadoras. Seguindo as referidas regulamentações, visualiza-se um retorno à “normalidade” com a garantia de manter sob controle a propagação da pandemia, permitindo gerar certa estabilidade e melhorar a situação atual.

Questões Especiais – FAQ

Quais vacinas são aceitas para entrada no Canadá para brasileiros?
Até o momento da escrita deste post, as vacinas aceitas para a entrada de brasileiros no Canadá são Pfizer-BioNTech (Comirnaty, Tozinameran, BNT162b2), Moderna (mRNA-1273), AstraZeneca / COVISHIELD (ChAdOx1-S, Vaxzevria, AZD1222) e Janssen / Johnson & Johnson (Ad26.COV2.S). Porém, esta lista pode ser atualizada a qualquer momento, e por isso é importante que você se mantenha atualizado sobre ela.

A vacina CoronaVac é aceita para entrar no Canadá?
Não. A vacina CoronaVac não é aceita para entrada de turistas no Canadá. É necessário que você seja imunizado com uma das vacinas listadas pelo próprio governo do Canadá e estar com teste de COVID-19 com resultado negativo. Porém, esta lista gerada pelo governo pode ser atualizada em qualquer momento, podendo ou não adicionar a CoronaVac. Por este motivo, é importante que você fique atento às atualizações desta lista.

Quem não foi vacinado mas já teve coronavírus pode viajar para o Canadá?
Não. Todas as pessoas brasileiras e não brasileiras que desejam viajar para o Canadá devem ter recebido as duas doses das vacinas ou a dose única da Jansen para poder entrar no Canadá. Isto é independente de terem tido ou não terem tido contato com o coronavírus. Sem o comprovante de vacinação certificado pelo órgão público de saúde, você não conseguirá nem mesmo sair do aeroporto, mesmo que tenha chegado no Canadá. Por isto, a vacina é algo obrigatório.

Quem já teve coronavírus mas já foi vacinado, pode viajar para o Canadá?
Se você foi infectado mas já se recuperou e apresenta o teste de COVID-19 negativo, você pode entrar desde que tenha sido totalmente vacinado. A questão da vacinação no Canadá é muito rigorosa. Por isso, tendo ou não tendo contato anterior com o coronavírus, você é obrigado e ter completado toda a dosagem da sua vacinação contra o COVID-19. Se você já teve o vírus mas se recuperou e completou a dosagem da vacinação com uma das vacinas listadas pelo governo canadense, você pode sim entrar no país.

Podemos viajar para o Canadá apenas para viagens essenciais?
Não. A partir da primeira semana de setembro, o governo canadense liberou as viagens não essenciais ao Canadá. Porém, todos os viajantes precisam seguir os protocolos de segurança ordenados pelo governo do Canadá, os quais foram descritos neste artigo. De início, ressaltamos que a exigência é que os viajantes tenham completado a dosagem de vacinação contra com coronavírus com uma das vacinas autorizadas pelo governo canadense.

Topo