Parque Nacional de Banff: o que é, onde está localizado e quais suas atrações?

Posted in Cultura, Eta Canada Blog, Fauna e Flora

O Canadá é, sem dúvida, um país único. Com uma vegetação exuberante, geografia bastante característica e imensas regiões de planícies. Parques naturais, como o histórico Parque Nacional Banff, — com uma incrível fauna e flora típicas da região. Além de extensas cordilheiras, onde reinam as imponentes Montanhas Rochosas .

Também os Grandes Lagos, formados pelos rios Huron, Michigan, Ontário e Erie; canais como o Rideau, que durante o inverno se transforma na maior pista de patinação natural do mundo, e os rios, lagos (que tomam quase 8% do território canadense), as enseadas, as imponentes Cataratas do Niágara são alguns dos importantes atrativos naturais que compõem a geografia do país.

Como se não bastasse, o Canadá ainda oferece aos visitantes e à sua população mais de 800 sítios arqueológicos, que contam boa parte da história canadense, principalmente das populações nativas (as “First Nations”) que viviam no país antes da chegada dos colonizadores.

Sítios que também contam um pouco da história de outras épocas, como as dos embates pela colonização, a história da independência em 1867, entre outros episódios históricos.

Uma das coisas que chama a atenção no Canadá é a sua natureza exuberante, composta pelos mais belos espécimes da flora e da fauna da América do Norte.

Os quase 1000 parques espalhados pelas suas províncias (somados aos mais de 40 territoriais) caracterizam o país, que é considerado um dos mais charmosos e com melhor qualidade de vida do mundo.

As Montanhas Pelly e Santo Elias (região norte), o Escudo Laurenciano e os Apalaches (na região leste), as Rochosas e o Mackenzie (a oeste), os impressionantes 5.957 m do monte Logan, no terrtório de Yukon (o ponto mais alto do Canadá), além dos seus quase 2 milhões de lagos, não deixam dúvidas de que se trata de um território especial.

Os inúmeros lagos canadenses — muitos deles fazendo fronteiras com  os Estados Unidos — chamam a atenção, pela imponência e exuberância, como o Grande Lago dos Escravos, o Huron, o Grande Lago do Urso (com seus mais de 30.300 km²), o Superior (maior lago de água doce do planeta), o Winnipeg, Erie, enfim, verdadeiras obras-primas que compõem um dos cenários naturais mais belos de todo o planeta.

Também não poderíamos deixar de citar os grandes parques naturais do país, como o Yoho (nas Montanhas Rochosas), o Algonquin Provincial Park, na cidade de Toronto – apelidado de a “Vastidão Verde”, graças aos seus milhares de kms de vegetação exuberante.

Ainda o Wapusk, que tem como vizinha a monumental Floresta Boreal; o Queen Elizabeth Park, em Vancouver, considerado o mais charmoso e elegante dentre todos; sem contar, obviamente, o Parque Nacional Banff , o mais antigo e tradicional parque natural do Canadá.

Uma obra de arte natural, rodeada por densas florestas de pinheiros e abetos e composta por uma fauna repleta de ursos, alces, furões, renas, pumas, glutões, aves, anfíbios, entre outras inúmeras espécies típicas da região da Colúmbia Britânica.

O que é o Parque Nacional de Banff?

Instituído em 1885, o Parque Nacional Banff é considerado um dos principais símbolos do Canadá, muito em função das belezas naturais da região das Montanhas Rochosas, na província de Alberta, na Colúmbia Britânica.

As Montanhas Rochosas são conhecidas carinhosamente pelos canadenses como as “Rockies” — uma cordilheira com quase 4.900 km de extensão (entre os Estados Unidos e o Canadá), onde podem ser encontradas algumas das principais espécies da flora e da fauna canadense, além de inúmeros pontos turísticos.

Como é bastante comum no país, o governo dedica uma atenção especial para as suas centenas de parques, inclusive o Parque Nacional Banff, localizado numa região escarpada, repleta de geleiras e florestas intocadas pelo homem, e que faz a alegria de cerca de 4,6 milhões de turistas todos os anos.

Dentro do parque está localizada a pequena e acolhedora cidade de Banff, nos arredores do rio Bow, com cerca de 9.400 habitantes.

O parque, considerado Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1985, está situado na costa oeste, na província de Alberta.

Quando foi fundado?

A fundação do parque ocorrida 1880 está relacionada à construção da estrada de ferro transcontinental em 1885, que cobre a Colúmbia Britânica e o Leste do Canadá.

  1. A partir de então, foram descobertas várias fontes termais na região conhecida como Sulphur Mountain, que logo levou à sua exploração comercial (inicialmente como Resort de luxo e estância hidromineral), até transformar-se no que hoje é conhecido como o Parque Nacional Banff.
  2. Atualmente, a cidade, além de abrigar o parque, é uma espécie de local de passagem rumo às diversas atrações da região, e conta com agências que oferecem pacotes para alguns dos passeios mais procurados e disputados de todo o Canadá.
  3. Devido à sua intensa visitação, o parque é alvo de vários programas do governo e de organizações não governamentais, que buscam a todo o custo manter intacta a biodiversidade local e garantir a harmonia entre o homem e o ecossistema da região.

Com seus mais de 6.200 km², o  Parque Nacional Banff, um dos símbolos do Canadá, conta com inúmeras atrações, como o Lake Louise, o Sulphur  Mountain, os lagos Minnewanka e o Johnson Lake, o Tunnel Mountain, a Vermilion Lakes Drives, entre outros vários pontos, somente acessíveis a quem tem paixão por uma boa aventura.

Para os amantes de esportes radicais, o parque é um prato cheio, com locais para escaladas, trilhas, caiaque, rapel, esqui e várias outras modalidades esportivas que, especialmente no verão, tornam o parque uma atração praticamente imbatível, tanto para os turistas quanto para os habitantes locais.

Uma curiosidade sobre o parque é que o seu nome (Banff) é uma homenagem à cidade onde ele está localizado, onde viveu por toda a vida o responsável pela construção da estrada de ferro transcontinental do Canadá, a Canadian Pacific Railway, que foi a intervenção que possibilitou a instituição do parque.

No parque, os visitantes deparam-se com uma floresta de variedade incrível, repleta de pinheiros, abetos, macieiras, cerejeiras, orquídeas, bromélias, além de uma fauna esplendorosa, com suas renas selvagens, o lobo canadense, o temido urso pardo, as curiosas marmotas, alces, a águia-de-cabeça-branca, veados, coiotes, entre outras espécies típicas da América do Norte.

E para coroar tudo isso, o magnífico Lago Louise, com seu tom azul turquesa inigualável.

Quais são as principais atrações?

Além das citadas, existem outras atrações que também estão entre as mais concorridas, como:

1. Lake Louise

O Lake Louise (como já foi dito acima) é um dos principais cartões-postais do Canadá. O lago encontra-se a mais ou menos 60 km do centro da cidade de Banff, e por isso mesmo é uma das paradas obrigatórias durante o passeio.

Ele recebeu esse nome em homenagem à princesa Louise Caroline Alberta, filha da rainha Vitória da Grã-Bretanha e do príncipe Alberto de Saxe-Coburgo-Gota.

Está localizado na região dos Alpes, nas Montanhas Rochosas, e é considerado um “espetáculo da natureza”, com suas águas em um tom entre o verde e o azul turquesa, com quase 2,5 km de extensão e 90 m de profundidade.

E se ainda não bastasse tanta beleza, durante o inverno o lago fica totalmente congelado, transformando-se numa das mais concorridas pistas de patinação natural do Canadá.

Para uns, azul turquesa, para outros, verde esmeralda. O certo é que trata-se de um dos cenários mais impressionantes da América do Norte.

2. Banff Park Museum

Um dos símbolos do Parque Nacional Banff, o Park Museum, como o próprio nome diz, é um museu de história natural erguido no início do século XX, considerado o edifício mais antigo do parque e um dos museus mais antigos de todo o Canadá.

Em seu interior, o visitante poderá contemplar o que há de mais exótico e original na flora, fauna, minerais, entre outras riquezas do país, totalizando quase 5000 peças, entre animais, árvores centenárias, espécimes da tundra e da floresta boreal, pássaros exóticos e demais atrações.

O fato de ser um dos mais antigos museus do país contribuiu para que ele se tornasse Patrimônio Histórico do Canadá, muito por conta da sua antiguidade, mas também pelo seu charme, arquitetura sofisticada, estruturas em madeira de alta qualidade, entre outras características de uma típica obra-prima da arquitetura.

No interior do museu, quase 5000 peças contam toda a história da fauna, flora e minerais da região.

3. Sulphur Mountain

O Sulphur Mountain é uma das várias montanhas existentes no parque, cuja principal característica são as suas águas termais sulfurosas (com enxofre) que ajudam a compor o cenário local.

São cerca de 2.283 m de altura, que geralmente são alcançados por meio de teleféricos que levam os visitantes até o topo, de onde podem ter uma visão panorâmica de todo o Parque Banff, com suas montanhas, lagos e a famosa Bow Valley, uma estrada que corta boa parte das atrações do local.

No topo da Sulphur Mountain destaca-se a “Fonte da Caverna”, uma gruta subterrânea (com águas termais) que, de acordo com a história, foi o ponto de partida para a construção da cidade de Banff.

E para completar, a Banff Sidewalk, uma trilha que leva a um antigo centro de pesquisas meteorológicas desativado e que acabou se tornando uma das atrações do local.

A mais de 2.200 m de altura, surge uma imponente montanha repleta de águas termais com temperaturas que chegam a 38°C.

4. Banff Upper Hot Springs

A Banff Upper ou “Águas Termais Superiores” é uma das fontes termais do Parque Nacional Banff, que se destaca por ser explorada comercialmente.

É um local bastante característico, já que as suas águas brotam de fendas existentes na Sulphur Mountain, transformando-a numa verdadeira piscina natural aquecida para o deleite dos visitantes.

O curioso é que, principalmente no inverno, os visitantes são surpreendidos com águas frias, ao invés de aquecidas, devido ao fato de ser um pequeno curso d’água (facilmente congelável) e sujeito às variações da temperatura local.

O Banff Upper é uma das principais fontes de águas termais do parque explorada comercialmente.

5. Fairmont Banff Springs Hotel.

Trata-se de um luxuoso hotel 5 estrelas construído no final do século XIX, na região das Montanhas Rochosas. É semelhante a um daqueles suntuosos castelos europeus, com uma arquitetura clássica e bastante característica.

É um espaço aberto ao público que pode contemplar toda a suntuosidade do prédio – a poucos metros da queda da Bow Falls, do Mount Rundle, das principais águas termais, do Banff Sidewalk, entre outras atrações – e entreter-se com histórias, como o suposto fantasma de uma noiva que teria morrido no castelo durante a sua festa de casamento, e que até hoje permanece no local como sua anfitriã.

O antigo hotel luxuoso, incrustado no Parque Nacional Banff, segundo a lenda, é um local  mal-assombrado.

Você conheceu um pouco mais da história do icônico Parque Nacional Banff. Agora gostaríamos que deixasse as suas impressões sobre este artigo. Elas são importantíssimas para a construção de novos trabalhos sobre o tema. Comente e compartilhe!

Topo