Engenheiro civil: saiba como trabalhar no Canadá 

Posted in Emprego, Eta Canada Blog

O que devo fazer para trabalhar como engenheiro civil no Canadá?

Um engenheiro civil no Canadá encontra inúmeras oportunidades para desenvolver suas aptidões e se desenvolver na carreira. A profissão não é interessante apenas para canadenses. Imigrantes também podem trabalhar e construir a sua vida profissional no país.

O cenário para a área de engenharia civil é bastante positivo em diversas cidades canadenses, como Montreal | Foto: Guy Leroux

Estrangeiros que possuem um diploma válido e cumprem todas as exigências para atuar no país são chamados de skilled immigrants (imigrantes com habilidades). Quem opta por fazer a sua graduação no Canadá também é denominado dessa forma.

A profissão é regulamentada no país, o que aumenta ainda mais as possibilidades. É uma área que sempre tem demanda de profissionais e, diante de tal cenário, um bom currículo dificilmente passa em branco.

As vantagens de atuar como engenheiro civil no Canadá não se resumem apenas às chances de se conseguir uma boa colocação. O país oferece uma excelente qualidade de vida e as crianças têm acesso a excelentes escolas. Quanto à saúde, é um outro aspecto que atrai a atenção de quem deseja morar no país, pois a qualidade é muito boa.

A partir de agora, conheça todos os passos necessários para e candidatar a uma das ótimas vagas à disposição nas empresas canadenses. Não se trata de uma garantia de emprego, mas sim de uma possibilidade maior de encontrar chances em empresas do Canadá.

Validação do diploma

Tornar o diploma no Brasil válido no Canadá é um ponto imprescindível | Foto: Dimitris Vetsikas

Este é o primeiro passo para se tornar um skilled immigrant e conseguir uma colocação ao se mudar para o Canadá. Não é apenas uma exigência para engenheiros civis. Independentemente da profissão, a etapa é de praxe.

Vale destacar que o processo, do início à permissão para trabalhar no Canadá, pode durar mais de um ano.

A validação do certificado da faculdade ou universidade brasileira é chamada de Educational Credential Assessment (ECA). Trata-se de um relatório através do qual é provado que o diploma brasileiro é equivalente ao obtido em qualquer universidade canadense.

Tornar o diploma válido também é válido para o programa Express Entry, uma forma de imigração para o Canadá que tem como objetivo habilitar skilled immigrants.

A validação é feita para o grau mais alto de estudos, que pode ser a graduação ou pós.

Se o diploma for validado, uma etapa é concluída. Caso contrário, há duas razões pelas quais a finalização do processo não tenha se tornado possível:

  • Os pontos conquistados não foram suficientes para efetuar a equivalência do diploma;
  • A grade curricular do curso realizado no Brasil não atende a todas as exigências do Federal Skilled Workers Program.

Assim, é necessário complementar a formação em universidades canadenses.

Os documentos que devem ser enviados são:

  • Cópias autenticadas do certificado, diploma e histórico, além das respectivas traduções juramentadas;
  • Formulário de aplicação.

A faculdade ou universidade brasileira deve enviar um envelope selado, assinado e carimbado com o diploma, o histórico e uma descrição das disciplinas da grade curricular (item não obrigatório).

A seguir, conheça melhor o Skilled Immigrant.

O Skilled Immigrant

Através do processo de imigração e de se tornar um brasileiro com permissão para trabalhar no Canadá, é concedido o visto permanente para aqueles que conquistarem mais pontos.

Funciona da seguinte forma: o candidato preenche um formulário, que tem praticamente as mesmas informações de um currículo tradicional: onde se formou, qualificações, conhecimento de idiomas e experiências profissionais.

Os dados fazem parte de uma espécie de ranqueamento, no qual os primeiros colocados (quem conseguir mais pontos) preenchem uma outra ficha, com a solicitação do visto permanente.

Vale destacar que o envio do documento é gratuito e que através dele o candidato tem acesso às mais diversas vagas anunciadas pelas empresas canadenses.

Se o trabalhador estrangeiro conseguir uma colocação através do banco de empregos, há mais possibilidades de se obter o tão desejado visto definitivo. No entanto, para estar no páreo, todas as exigências devem estar completas, assim como o envio de documentos.

Os principais requisitos para que os pontos possam garantir o visto no Canadá para engenheiros civis são:

  • Experiência profissional de no mínimo dois anos;
  • Inglês ou francês (para Quebec) fluente;
  • Validação do diploma concretizada, já com tradução juramentada.

Trabalho

Ser engenheiro civil no Canadá é ter a certeza de contar com diversas oportunidades de trabalho | Foto: Pashminu Mansukhani

A engenharia civil é a que mais tem vagas a oferecer em todo o país. A elétrica, mecânica e química também têm uma empregabilidade muito alta.

Para imigrantes, é uma excelente oportunidade de se estabelecer de vez no Canadá. Apesar de suas dimensões continentais, o país tem apenas 35 milhões de habitantes. Portanto, a mão de obra de pessoas de outros lugares é sempre muito bem-vinda, pois a local pode não ser suficiente.

Assim, as chances de ficar desempregado ou não encontrar a primeira oportunidade no país são bem reduzidas para quem consegue atender às exigências das empresas.

Um aspecto muito importante é a continuidade do exercício da profissão por toda a carreira. A oferta de vagas está em franca expansão (nos últimos anos, foram criadas mais de 7 mil vagas para engenheiros no país) e estima-se que em um futuro próximo mais de 20% dos profissionais terão mais de 55 anos.

A informação é importante para salientar dois pontos. O primeiro é a chance de se desenvolver projetos longos e renovados ao longo da carreira. O outro, por sua vez, é a necessidade de profissionais para substituir os que se aposentam.

Idiomas

É preciso ter um bom conhecimento de inglês ou francês não só para ser engenheiro civil no Canadá, como também para conseguir uma oportunidade em uma outra ocupação equivalente.

Conhecer termos técnicos da profissão pode ser um diferencial para o currículo e, consequentemente, para ter sucesso na busca por um emprego. Afinal, essa habilidade já pode ser apontada na grande maioria dos profissionais que atuam no Canadá, sejam locais ou imigrantes de qualquer lugar do mundo.

O francês é apenas uma exigência se o brasileiro escolher a província de Quebec para viver, trabalhar e se estabelecer no país. Nas outras localidades, basta um bom conhecimento de inglês.

Média salarial

A média salarial é mais um atrativo para seguir carreira na profissão | Foto: Schweiz

Um engenheiro no Canadá recebe, em média, CAD$ 81.700 anuais (mais de R$ 230 mil). No entanto, alguns fatores podem aumentar ou diminuir o valor, como experiência, empresa, carga horária, entre outros.

As posições mais elevadas podem ultrapassar os CAD$ 110 mil (mais de R$ 300 mil). Um profissional em início de carreira, no entanto, pode receber CAD$ 50 mil por ano (em torno de R$ 140 mil).

Como você pôde perceber, a engenharia civil no Canadá está em alta e segue em crescimento, com um cenário muito animador. Por isso, as universidades locais oferecem programas de ensino para qualificar quem deseja fazer carreira na área. Canadenses e estrangeiros podem aproveitar os cursos e ampliar suas possibilidades.

Principais programas

As iniciativas listadas a seguir têm foco exclusivo em engenharia civil e não na área como um todo. Assim, os seus participantes podem se qualificar de acordo com as exigências do mercado de trabalho e conseguir as melhores vagas.

Confira agora 5 programas para estudar engenharia civil no Canadá e atuar não só nas empresas locais, como também estar apto para seguir a carreira em qualquer lugar do mundo.

Escola de Engenharia Schulich

Localizada na Universidade de Calgary, a instituição recebe tanto quem começa a estudar engenharia quanto os alunos que almejam uma especialização. Eles, inclusive, podem receber o título de PhD na área.

O local tem como ênfase formar profissionais completos e que possam atender às necessidades de um mercado cada vez mais exigente.

Para ser um PhD, é preciso fazer uma graduação com foco em pesquisa. O curso dura de 3 a 4 anos e varia conforme o background do aluno.

Universidade de Alberta

É um dos principais locais dedicados à pesquisa em todo o Canadá e tem mais de US$ 490 milhões de financiamento.

Na instituição, é possível encontrar estudantes de praticamente todo o mundo (143 países). No total, são 37 mil alunos.

Oferece um programa de mestrado que tem duração de 9 a 12 meses. Para obter o título de pós-graduação, cada aluno precisa, como parte do currículo, finalizar o Projeto Capstone. Seu foco é oferecer chances para que o graduando desenvolva soluções para problemas reais.

Universidade McGill

Com uma tradição secular (foi inaugurado em 1871), o Departamento de Engenharia Civil e Mecânica Aplicada tem quase 600 alunos de graduação e pós. Quase metade desse número é de mulheres e um terço é de estrangeiros.

Seu curso de graduação é mais abrangente, com conceitos de mecânica. Dessa forma, a formação é mais ampla, o que pode ser uma opção interessante para o mercado de trabalho.

Algonquin College

Situada na capital Ottawa, a faculdade tem mais de 40 anos de tradição e, assim como outras instituições, abriga estudantes de várias partes do planeta (mais de 100 países).

Eentre os conteúdos estudados ao longo do curso, se destacam administração de projetos e engenharia rodoviária e ambiental. Assim, qualquer aluno graduado no programa de ensino está preparado para atuar em diversos campos da engenharia civil.

Universidade de British Columbia

Pelo fato de estar entre as 40 melhores universidades do mundo, oferece um dos melhores programas para quem quer trabalhar como engenheiro civil no Canadá.

Os cursos se destacam por incentivar o empreendedorismo entre os alunos, desafiando-os e explorando as capacidades de cada um deles.

O curso de Engenharia Civil aborda tanto as habilidades básicas quanto os conhecimentos mais específicos da área. Durante um período, os graduandos fazem um trabalho de laboratório, através do qual se tem um contato mais real e prático com a profissão.

Todos os anos, 120 pessoas se matriculam no curso.

Ao longo do texto, você teve um guia completo sobre como ser engenheiro civil no Canadá. Para saber sobre outras profissões ou ter um panorama geral do mercado de trabalho no país, acesse os outros artigos do blog e fique atento às suas atualizações.

Comente em caso de dúvidas e entre em contato para saber mais sobre assuntos relacionados à imigração.

Topo