Dentista brasileiro? Saiba o que fazer para atuar no Canadá

Posted in Emprego, Eta Canada Blog

Como atuar como dentista no Canadá é uma das dúvidas mais comuns dos profissionais brasileiros que desejam trabalhar fora do país. O Canadá é um dos lugares mais desejados para quem deseja se especializar ou se profissionalizar na área.

A profissão de dentista faz parte da lista de profissões regulamentadas no país e, por conta disso, exige uma licença específica de quem deseja trabalhar por lá nesse ramo. O processo de validação do diploma é bastante exigente e pode ser um pouco caro, mas vale a pena.

A profissão de dentista no Canadá é bastante valorizada e o profissional é muito bem remunerado pelo que faz. O salário pode chegar até cerca de 100 mil dólares canadenses por ano, o que resulta em um valor mensal bastante interessante.

Isso sem contar todas as vantagens de trabalhar em um país de primeiro mundo, com acesso a serviços de qualidade, segurança e ótimas condições de vida. Quer saber tudo que você precisa para atuar como dentista no Canadá? Siga as nossas dicas.

Como exercer minha profissão no Canadá?


O dentista é um profissional muito valorizado no Canadá e as vagas de trabalho são recorrentes.

Para atuar como dentista no Canadá, não basta apresentar o seu diploma de conclusão do curso de Odontologia. Para os órgãos reguladores, isso não é suficiente. É preciso seguir um cronograma de tarefas e testes para se tornar apto e trabalhar legalmente.

Valide o seu diploma

Para se tornar um dentista legalizado no Canadá, é preciso submeter a sua documentação a um órgão regulador e emitir algumas licenças. Confira.

ECA

A ECA, Educational Credential Assessment, é uma credencial de avaliação educacional. Ela analisa e decide se um diploma estrangeiro possui o mesmo valor que um certificado canadense.

A ECA é obrigatória para qualquer pessoa que deseje estudar no país, independentemente do nível de educação. Além de ser importante para validação da sua formação acadêmica, a ECA também pode confirmar as suas aptidões e facilitar na hora de conseguir um emprego.

Algumas organizações fazem a emissão desse documento. Elas fazem parte da Cidadania e Imigração do Canadá, a CIC. Veja a seguir o endereço de algumas:

Para solicitar a ECA com a finalidade de trabalhar no Canadá, é preciso requerer também a credencial específica para o FSWP, que é o Programa Federal de Trabalhadores Qualificados. É necessário enviar cópias de documentos pessoais e da universidade onde foi realizado o curso de graduação, além de um formulário a ser preenchido por ambas as partes.

A resposta costuma chegar em dez dias úteis contando a partir da chegada do material que foi enviado. Depois de conseguir essa certificação, é hora de dar entrada no NDEB.

NDEB

O National Dental Examining Board of Canada é uma associação canadense de dentistas responsável pelo processo de avaliação e licenciamento desses profissionais que pretendem ser atuantes no Canadá.

Você faz um cadastro no site, cria um perfil e realiza um teste online. Depois disso, envia de forma online uma lista de documentos pessoais e referentes à graduação para que estes sejam verificados. Esse processo pode ser realizado enquanto o interessado ainda está no Brasil, o que poupa bastante tempo.

O ideal é que a própria faculdade envie o diploma e o histórico de graduação. No entanto, nem todas as instituições fazem esse serviço. Algumas disponibilizam apenas um envelope oficial e o próprio candidato é quem faz o envio.

Lembrando que todas as etapas de validação e liberação da licença para trabalhar no Canadá como dentista são pagas. É preciso investir um pouco de dinheiro se você quiser realmente realizar o sonho de estudar e trabalhar fora do país por um tempo.

Após o envio dos documentos e a realização do teste online, se for aprovado, você já pode marcar a primeira de duas provas práticas que precisa fazer. Se preferir, pode optar pelo curso complementar que dura dois anos. Ou seja, você volta para a universidade e termina de se formar lá como dentista.

Escolhendo as duas provas práticas ou o curso complementar, você precisa passar em cada uma delas para seguir com o processo de licença. O próximo passo é a realização de mais uma prova com 150 questões e mais duas provas práticas.

Com resultado positivo em todas essas etapas, você escolhe a província na qual deseja trabalhar e solicita a sua licença, só que agora já credenciado pelo NDEB.

A certificação da NDEB é obrigatória para exercer a profissão. É como se fosse o exame da OAB realizado no Brasil para que o bacharel em Direito possa advogar. É um processo que exige bastante cautela, estudos e dedicação, além de uma boa quantia em dinheiro a ser investida.

É possível que haja alguma variação nesse processo de acordo com a província escolhida. Cada cidade pode ter uma característica diferente em sua legislação. Convém pesquisar com antecedência todas as exigências da cidade escolhida antes de reunir a papelada.

DSCKE

O DSCKE, Dental Specialty Core Knowledge Examination, é um setor administrado pelo NDEB e tem como função credenciar aqueles dentistas especialistas em alguma área e que precisam validar essa especialização para começar a trabalhar.

No Canadá, existe cerca de nove tipos de especialidades dentro da área da Odontologia e cada uma possui um exame com um nome diferente.

Documentos

A documentação necessária para dar entrada na licença é extensa. Tudo deve ser feito com antecedência e bastante cuidado por parte do candidato. O NDEB exige que sejam enviados para lá documentos pessoais e estudantis.

Todos eles devem ser traduzidos e juramentados. Nessa hora, é preciso investir em um tradutor profissional registrado. Ou, então, procurar o consulado canadense e solicitar o carimbo que garante a veracidade das informações.

Os órgãos reguladores não aceitam traduções de pessoas comuns ou profissionais que não sejam registrados como tal. Faça uma pesquisa a respeito de tradutores que façam esse trabalho, realize orçamentos e escolha aquele que for melhor para você.


A análise de exames clínicos é uma das etapas do processo de obtenção de licença para atuar como dentista no Canadá.

Provas

Logo que o candidato começa o processo de solicitação de licença para atuar como dentista no Canadá, ele já se depara com uma prova online que é realizada no site do NDEB.

Depois disso, é preciso fazer uma espécie de simulado com questões que contemplam todas as disciplinas estudadas durante a graduação em Odontologia. São 150 questões de múltipla escolha, das quais é preciso acertar 75%, ou seja, 113 questões.

O candidato tem até três chances de fazer essa prova e ser aprovado. Se ele falhar em todas as alternativas, a única maneira de atuar como dentista no país é cursando Odontologia em solo canadense.

Além disso, essa prova acontece apenas duas vezes ao ano e tem um custo que deve ser pago pelo profissional, assim como todas as outras avaliações.

Após a prova escrita, temos as provas práticas. São simulações de atendimentos clínicos. A primeira prova é realizada em manequins e a segunda conta com a participação de pessoas de verdade.

Além de arcar com os custos da realização das provas, o estudante também precisa ter o próprio material de trabalho. Alguns alunos adquirem o material lá mesmo, no Canadá. Outros preferem comprá-lo no Brasil, muitas vezes usado, e levá-lo até a cidade onde fará as provas. Apesar de ser mais trabalhoso, é mais econômico.

Todas as provas são muito cansativas, extensas e exigem muita atenção do candidato. É como se fosse mais um vestibular que o graduado precisa enfrentar para, enfim, começar a trabalhar. Existe, na região, diversos cursinhos preparatórios para essa etapa.

Ou seja, não existe alternativa para ser bem-sucedido no processo de credenciamento a não ser estudar muito desde o início da graduação, ainda no Brasil. As avaliações para liberação da licença fazem com que o candidato se liberte de muitos vícios de atuação, tenha mais comprometimento e total segurança daquilo que ele está fazendo.

Idiomas


Ter o domínio da língua inglesa ou francesa é fundamental para conseguir a licença de trabalho no Canadá.

A profissão de dentista no Canadá exige muita linguagem técnica e especializada. Por isso, ter domínio do inglês ou do francês é fundamental para conseguir ser aprovado. O Canadá é um país bilíngue devido à sua colonização.

Dessa forma, na maioria das províncias, para conseguir passar em todas as etapas e garantir um emprego, basta dominar a língua inglesa. No entanto, em províncias como o Quebec, por exemplo, o francês é o idioma primordial e é ele que deve ser falado.

Portanto, a escolha da cidade onde você vai morar e trabalhar depende também dos seus conhecimentos no idioma que reina por lá. Para garantir, procure investir em um bom curso de inglês e francês para aumentar as opções de trabalho e moradia.

Todas as avaliações, escritas e práticas, já são bastante cansativas e exigentes. É fundamental que o candidato consiga compreender e se comunicar com clareza e eficiência, para que não perca pontos por pouca habilidade como idioma.

Nas provas práticas de avaliação clínica, é muito comum que o examinador faça perguntas, sugira diagnósticos, na intenção de perceber como o candidato se sai. Se ele não tiver total domínio da língua que o examinador está falando, as chances de ser aprovado se reduzem bastante.

Trabalho supervisionado

O trabalho supervisionado é uma das etapas para a liberação da licença de atuação em determinada área de trabalho. A maioria das profissões regulamentadas do Canadá possui essa exigência.

No caso de contadores formados no Brasil e que estão buscando uma colocação no mercado de trabalho do Canadá, é preciso trabalhar por um período de trinta meses, além de passar por algumas avaliações.

No caso do dentista formado no Brasil que deseja se instalar no Canadá, não há essa exigência, mas ela é muito importante tanto para a aquisição como para o fortalecimento do conhecimento.

Conseguindo um emprego


Um curso de dois anos em uma universidade canadense é uma opção para quem deseja obter a licença para atuar como dentista no Canadá.

Além de estudar bastante e concluir com êxito todas as etapas listadas para garantir a licença de trabalho no Canadá, o dentista legalizado precisa reunir muitas outras habilidades para se destacar no mercado concorrido.

Conhecimentos técnicos, clínicos e domínio do idioma são básicos, mas é preciso também ter jogo de cintura, possuir habilidades de prospecção de clientes, boa relação interpessoal, variação de serviços oferecidos e, obviamente, apresentar qualidade naquilo que se dispôs a fazer.

O salário de um dentista no Canadá pode chegar a CAD$ 100 mil anuais. Não é a toa que tantos profissionais escolheram esse país para desenvolver as suas habilidades, mesmo tendo que enfrentar avaliações diversas e bastante exigentes.

Para quem decidiu não fazer de imediato as duas provas práticas, e sim estudar por mais dois anos na universidade, que possui um custo muito alto, por sinal, pode tentar uma vaga de trabalho em outra área para ajudar a bancar os estudos.

Se não conseguir uma colocação ou não tiver o tempo disponível para se dedicar às duas atividades ao mesmo tempo, o que realmente é muito exaustivo, uma dica é recorrer aos auxílios ofertados pelo governo para quem é residente.

Uma delas é o OSAP, uma espécie de financiamento estudantil que oferece uma ajuda de custo para que o estudante possa permanecer dentro da faculdade e concluir os próximos anos de estudo sem ter que se preocupar com taxas básicas da universidade.

Além disso, ainda é possível recorrer ao empréstimo bancário, semelhante ao que acontece aqui no Brasil. Claro que todas essas alternativas possuem etapas próprias e igualmente difíceis, mas são valiosas para quem precisa encontrar maneiras de reduzir os custos, que não são poucos.

Como você viu, o processo de revalidação do seu diploma para atuar como dentista no Canadá não é fácil, pelo contrário, é bastante difícil. Mas isso não quer dizer que seja impossível. A prova é a grande quantidade de brasileiros dentistas que trabalham no país.

Se esse também for o seu desejo, não precisa ficar amedrontado diante das etapas do processo de legalização do diploma. Basta tomar todos os cuidados recomendados, se preparar desde o começo da sua graduação, fazer uma boa reserva financeira e se dedicar ao máximo ao seu sonho.

Não se esqueça de garantir também a sua autorização eletrônica de viagem, documento fundamental para a sua entrada no Canadá. A eTA Canadá ajuda você a conseguir mais esse requisito para começar a trabalhar como dentista fora do país. Para mais informações, entre no nosso site e tire todas as suas dúvidas.

Topo