Cultura canadense: saiba mais sobre a dança no país

Posted in Eta Canada Blog

O Canadá possui danças típicas?

A cultura canadense não possui nenhum tipo de dança típica. Isso porque o país acabou absorvendo traços culturais dos seus colonizadores (Inglaterra e França), além de rituais dos povos indígenas que viviam na região antes da colonização.

E é justamente essa a principal característica da cultura canadense: a soma das crenças, tradições e ideias de cada um dos povos que contribuiu para a formação do Canadá. Em cada uma das províncias apresenta características culturais herdadas do povo responsável por colonizar a região.

As primeiras danças foram registradas em 1534 e esse é o primeiro relato escrito mencionando tipos de danças em rituais pelos primeiros povos a habitar terras canadenses.

A cultura de dança canadense recebeu influência não apenas das nações colonizadoras, mas também dos povos indígenas.

Apesar dos colonizadores terem sido bastante hostis com relação às danças indígenas, as tradições se mantiveram. Claro que as danças apresentadas atualmente diferem das que eram originalmente realizadas pelos povos da época, mas essa foi uma tentativa de manter viva a dança local durante o século XX.

O coreógrafo Françoise Sullivan apresentou o surrealismo para a população canadense no final de 1970. E muitos outros profissionais ainda trouxeram diversas outras vertentes como jazz, hip-hop e algumas tradições asiáticas, como o butoh, uma tradicional dança japonesa.

O país também teve influências de outras nações na composição de sua cultura, sobretudo na dança. É possível destacar a influência russa com renomados bailarinos como Nijinsky Valslav, Anna Pavlova e Alexandra Danilova. Além de se apresentar no país eles também abriram seus próprios estúdios.

Além disso, influências americanas também estiveram presentes, como as famosas dançarinas e coreógrafas Ruth St. Denis e Martha Graham. Elas foram as responsáveis pela introdução da música e dança moderna no Canadá.

A cultura canadense de dança continua nos dias atuais, promovendo festivais com diferentes estilos, como é o caso do CanAsian Dance Festival, do Fringe Festival of Independent Dance e do Kalanidhi Dance Festival.

As danças folclóricas canadenses ainda podem ser encontradas em pequenas comunidades, que vivem isoladas dos grandes centros urbanos.

Alguns grupos minoritários de diferentes nacionalidades (indiana, chinesa, italiana, portuguesa, ucraniana, macedônia, grega, polonesa, alemã, armênia, irlandesa, latino-americana e ocidental) tentaram manter a sua cultura e tradição de danças no país, mas elas têm se perdido conforme a primeira e segunda geração morrem.

O Quebéc apresenta um bom exemplo de tradição de dança francesa, que tem sobrevivido ao longo do tempo. As danças são baseadas em formações quadradas e longas, danças em círculos cantados e percussão ritmada de pés e são chamadas de danças de passos ou gigue.

Essa dança tem sido transmitida entre gerações, geralmente de pai para filho, passando a fazer parte da vida das crianças e mantendo viva a tradição.

Balé

Durante os séculos XVI a XVIII, os europeus colonizadores acabaram introduzindo danças como valsas, polcas e até mesmo o balé na dança cultural canadense.

Um dos primeiros professores a atuar no país foi Louis Renault , em meados dos anos 60, diversos grupos visitaram o Canadá para fazer espetáculos, dentre eles Le Groupe de la PlaceReal,em Montreal, e o Toronto Dance Theatre, em Winnipeg.

O Canadá possui uma escola de balé entre as 10 melhores do mundo, com grande reconhecimento internacional.

O Balé Nacional Canadense teve a sua estreia no ano de 1951, com espetáculos clássicos do balé mundial. O grupo Prairie, que depois se tornou Royal Winnipeg Ballet em 1953, contava com apresentações que incluíam não apenas o balé, mas também o jazz e a dança abstrata. O grupo Les Grands Ballets Canadiens trouxe muitas peças originais, e ainda realizou a adaptação do show de rock da Broadway “Tommy” em apresentação de balé.

Atualmente, o Canadá apresenta diversas companhias renomadas de balé, que estão listadas entre as melhores do mundo, são elas: Royal Winnipeg Ballet,Les Grands Ballets Canadiense Canada’sNational Ballet School.

Além de serem excelentes escolas de dança, são o lugar onde dançarinos renomados internacionalmente começaram as suas carreiras, como no caso de Karen Kain e Evelyn Hart.

Essas companhias também são responsáveis pela criação e apresentação de espetáculos de dança moderna, que conquistaram admirados por todo o mundo. Alguns exemplos são LaLaLa Human Steps, TheToronto Dance Theatre,Dancemakers,Holy Body TattooeO’Vertigo.

Atualmente a Canada’sNational Ballet School está listada entre uma das 10 melhores escolas de balé do mundo. Ela foi fundada em 1959 por Betty Oliphant e Celia Franca e é a única escola que possui um programa de treinamento de profissionais internacionalmente reconhecido. Muitos dos seus alunos continuam a carreira em renomadas companhias de balé pelo mundo.

E você, o que achou deste artigo? Ainda tem alguma dúvida a respeito das danças canadenses? Deixei o seu comentário abaixo.

Topo