Conheça Justin Trudeau, o primeiro-ministro do Canadá

Posted in Eta Canada Blog

O cargo de primeiro-ministro do Canadá é o mais importante da nação, pois exerce de fato a função de chefe de governo. O país é uma monarquia parlamentarista, atualmente reinada pela Rainha Elizabeth II, sistema político em que o poder executivo é escolhido pela população através de votos diretos nos partidos.

Dessa forma, o parlamento é eleito democraticamente. O líder do partido político mais votado pelos canadenses é nomeado pelo governador-geral primeiro-ministro, governando por quatro anos até as próximas eleições federais. Não há segundo turno, de forma que o segundo colocado nas votações exerce a oposição no governo.

O primeiro-ministro do Canadá, portanto, tem a responsabilidade de escolher o gabinete que governará a nação através de leis e resoluções. A Câmara dos Comuns, composta por 338 membros, é uma parte do Parlamento que representa cada um dos distritos eleitorais do país, decididos pela maioria de votos.

Novas eleições federais costumam ser convocadas pelo primeiro-ministro a cada quatro anos, marcadas sempre na terceira segunda-feira do mês de outubro. No Canadá, o chefe de governo pode ser reeleito consecutivamente, desde que continue a ser o líder do partido com mais votos relativos na câmara.

Eleições de 2015

Justin venceu em 2015, com ampla vantagem, e volta a concorrer em 2019. Fonte: Google Imagens

Em 19 de outubro de 2015, no Canadá, ocorreu a eleição que mudaria o rumo do país. Após dez anos sendo administrado por partidos conservadores, a oposição retomou o poder com Justin Trudeau. O Partido Liberal que atualmente vigora tem um posicionamento avaliado como de centro-esquerda, e seu mandato tem ganhado repercussão internacionalmente.

A ideologia política do primeiro-ministro do Canadá é transparente e direta. Muito influenciado pelo pai, que governou o país duas vezes, de 1968-1979 e de 1980-1984, Trudeau filho se declara feminista e favorável à imigração. Essas pautas progressistas fizeram parte de sua campanha eleitoral e foram colocadas em prática quando assumiu o cargo.

Justin Trudeau é muito diferente da maioria dos governantes que hoje definem o clima político global. Por se tratar de um líder liberal, o primeiro-ministro canadense vai contra o que pensam os presidentes atuais dos países mais influentes do mundo. Mesmo assim, ele consegue impor um governo eficiente e invejável para muitos, o que serve de exemplo e é constantemente motivo de atenção.

Por isso, após uma década de um governo pouco interessante, a população canadense optou pela mudança elegendo o Partido Liberal. Com 39,47% dos votos, Justin Trudeau conquistou o cargo de primeiro-ministro com 184 membros no Parlamento. A principal oposição, liderada por Stephen Harper, teve 31,89% de aprovação e 99 deputados eleitos.

Stephen Harper, do Partido Conservador, foi primeiro-ministro de 2006 a 2015, em um mandato que teve seus índices de aprovação decaindo nos anos finais. Devido a uma crise econômica e dificuldades na recuperação, a oposição de Justin Trudeau conseguiu mudar o cenário político a partir da 42ª eleição federal com a vitória do Partido Liberal.

Assim que foi eleito, Trudeau abraçou a diversidade e nomeou um gabinete completamente diferente do anterior, como prometido em campanha. Composto por metade homens e metade mulheres, o novo primeiro-ministro também indicou refugiados, aborígenes, uma muçulmana e imigrantes sikh para cargos nos 30 ministérios existentes.

A ideia não era somente unir diferentes raças e religiões no parlamento a favor da variedade social, mas indicar pessoas com a devida competência para a função exercida, por mais óbvio que isso possa soar. Uma prática nem sempre seguida, essas mudanças contribuem para o avanço do país, uma vez que cobrem grande parte das necessidades da maioria da população.

Comprometido com as causas feministas, Justin Trudeau abriu espaço para a igualdade de gênero no poder político canadense. Mas suas causas vão mais além, valorizando os direitos humanos como um de seus principais engajamentos. Com um grande número de refugiados, o primeiro-ministro fez questão de receber pessoalmente milhares de imigrantes sírios que chegaram ao Canadá em 2015.

Trajetória e história de vida

Em seu site oficial, Justin Trudeau diz que está apenas começando sua jornada. Foto: Google Imagens

Justin Trudeau é um político que muitas pessoas gostariam de ter em seu país. Nascido em 25 de dezembro de 1971, teve sua carreira política prevista (ou profetizada) pelo ex-presidente dos Estados Unidos Richard Nixon. Na ocasião, Nixon pediu um brinde ao futuro primeiro-ministro canadense, que na época tinha apenas 4 meses de vida, em uma festa de gala em Ottawa.

Trudeau realmente tornou-se o 23º primeiro-ministro da história do Canadá e o segundo mais jovem a ocupar o cargo, aos 43 anos de idade. De estilo despojado e personalidade singular, o político está constantemente nas manchetes, seja por sua vida profissional ou pessoal.

Para entender boa parte da popularidade de Justin Trudeau, deve-se conhecer também seu pai, Pierre Elliott Trudeau, primeiro-ministro do Canadá durante 15 anos. O político liberal foi o responsável por moldar o país como é hoje, conquistando avanços sociais e a implementação do francês e inglês como idiomas oficiais.

Apesar de opiniões controversas, Trudeau pai é considerado por muitos especialistas um dos melhores chefes de governo que o Canadá já teve. Naturalmente, seu filho seguiu seus passos e ocupa hoje o cargo político mais importante do país, assemelhando-se profissionalmente em alguns aspectos.

Justin já exerceu profissão de professor de francês, inglês, dramaturgia e matemática, tendo se formado em literatura pela Universidade McGill, em 1994, e concluindo um programa de educação na Universidade da Colúmbia Britânica. O primeiro-ministro ainda carrega bastante de suas origens e o contato com as novas gerações serve como um pilar de seu governo, ocupando também a posição de Ministro da Juventude.

Entrou para a política oficialmente apenas em 2007, concorrendo para o parlamento canadense e conquistando a posição. No entanto, esteve ativo publicamente em manifestações e apoios políticos a partir de 2002.

Desde 2008, Trudeau faz parte do cenário político canadense, representando o distrito de Papineau, em Montreal. Com uma reeleição em 2011, começou a ganhar cada vez mais notoriedade e foi eleito líder do partido em 2013. Pouco mais de dois anos depois, vencendo as eleições, tornou-se o primeiro-ministro do Canadá com uma grande aprovação popular.

Justin Trudeau é casado com Sophie Grégoire, com quem tem três filhos: Xavier, Ella-Grace e Hadrien. Os dois se conhecem desde a infância, já que Sophie era colega de sala do irmão mais novo de Justin. Entretanto, começaram a sair somente em 2003 e casaram-se dois anos depois.

Curiosidades

Justin Trudeau é, entre muitas coisas, boxeador. A luta beneficente de 2012 pode ser vista na internet. Foto: Google Imagens

Defensor das causas

O chefe de governo do Canadá, antes da vida política, atuou como defensor de diversas causas, participando com frequência desde 2005 de palestras a favor da juventude e questões ambientais, Trudeau presidiu a cadeira de Katimavik, um fundo de caridade que encoraja o trabalho voluntário e serviço comunitário a partir dos jovens.

Foi também parte da comissão Canadian Avalanche Foundation, promovendo a segurança em eventos esportivos e arrecadando investimentos financeiros para o sistema de aviso de avalanches. No ano de 1998, o irmão mais novo de Justin, Michel, morreu em um acidente de ski na Colúmbia Britânica.

Forbes

Na lista de 2018 das pessoas mais influentes do mundo, a renomada revista Forbes indicou Justin Trudeau à 57ª posição. O primeiro-ministro canadense é mencionado na publicação por diversos anos seguidos, ganhando cada vez mais destaque internacionalmente.

Desfile LGBT

Justin foi o primeiro chefe de governo a marchar na parada gay de Vancouver, em 2016. Apesar de ter participado ativamente dos anos anteriores, somente após sua eleição como líder do partido foi que um primeiro-ministro frequentou o desfile. O político levou sua esposa e três filhos para as ruas para celebrar a diversidade LGBT.

Lutador de boxe

Em um evento beneficente, Justin Trudeau lutou contra um senador do partido conservador com a finalidade de arrecadar dinheiro para uma instituição de caridade. A luta aconteceu em 2012, sendo transmitida ao vivo num canal de televisão. O oponente, Patrick Brazeau, era o favorito a vencer a disputa, mas acabou perdendo no terceiro round.

Redes sociais

Muito ativo nas redes sociais, Justin é considerado, além tudo, um influenciador digital. Adepto das hashtags, selfies, transmissões ao vivo por celular e constantes atualizações, o primeiro-ministro utiliza com frequência o Twitter para se engajar com a população canadense e mundial.

Criado pelo pai

Quando Justin nasceu, Pierre Trudeau já era primeiro-ministro do Canadá. Sua mãe é Margaret Sinclair, celebridade canadense. Aos 5 anos de idade, os pais se divorciaram e a criança passou a ter a guarda paterna, acompanhando o político em sua campanha desde o início de sua vida.

Carreira de ator

O nome de Justin Trudeau pode ser encontrado nos créditos de um filme televisivo. Em 2007, o primeiro-ministro fez uma participação especial em The Great War, representando o general Talbot Papineau. Justin, inclusive, já deu aulas de dramaturgia, mas a carreira política falou mais alto.

Documentário

É possível conhecer mais sobre o episódio da luta beneficente assistindo ao documentário God Save Justin Trudeau. O filme de 90 minutos foi lançado em 2015 e conta os bastidores do evento ocorrido em 2012.

Descriminalização

Justin Trudeau, como a maioria dos liberais, se declarou favorável à descriminalização da maconha durante sua campanha. O assunto é uma pauta debatida atualmente em muitos países e, em 2018, o primeiro-ministro conseguiu aprovação no Senado para o uso recreativo da maconha no Canadá. Justin também se posiciona pró-escolha, ou seja, legalizando o procedimento de aborto.

O primeiro-ministro do Canadá, em uma rápida ascensão ao poder, já acumulou muitas conquistas e avanços para o país. Ele mesmo diz estar apenas começando. No ano de 2019, uma nova eleição será convocada e Justin Trudeau pode ser reeleito.

Continue acompanhando nosso blog para mais curiosidades como essa. Deixe seu comentário sobre a publicação e não se esqueça de compartilhar com seus amigos!

Topo