As melhores dicas para curtir as férias no Canadá

Posted in Cultura, Entretenimento, Eta Canada Blog

Já é de conhecimento geral que o Canadá é um dos melhores lugares do mundo. E essa máxima serve tanto para quem quer visitar, estudar ou trabalhar por lá. A localidade tem percebido um aumento no número de turistas que buscam suas belezas naturais, parques, museus e demais atrativos. Afinal, passar as férias no Canadá é um sonho para todos.

Dicas para curtir suas férias no Canadá

O Canadá está recheado de atrações turísticas para todos os gostos e bolsos. Não importa se você estará sozinho, com amigos ou em família. Opções não faltam, seja no calor do verão ou no inverno, com muita neve.

Além dos parques e museus, o país conta com uma rica arquitetura em seus edifícios antigos e arranha-céus modernos. Há, também, lojas de vários estilos, ótimos restaurantes, festivais culturais e opções de esportes. E o melhor é que muitos desses atrativos são gratuitos.

Verão no Canadá

O Canadian National Exhibition é um festival que se espalha por Toronto no verão.

O verão canadense é bastante agitado, com muitos festivais de música, dança, cinema e gastronomia, bem como festas de rua. Vale salientar que os festivais se estendem por todo o ano. Mas é entre junho e setembro que eles se acumulam.

Agosto é o mês mais animado, em que os maiores festivais do país se espalham pelas cidades mais visitadas. Vancouver recebe o Celebration of Light, com uma série de concertos gratuitos e queima de fogos à beira-mar.

O Festival Internacional de Jazz de Montreal é um dos maiores do mundo nesse estilo. A cidade, aliás, recebe 96 eventos oficiais por ano. Em Halifax, província da Nova Escócia, ocorre o Halifax Busker Festival, com 300 apresentações diversas e gratuitas.

Já Toronto oferece o Canadian National Exhibition, um evento completo de 18 dias, cujas atrações têm entrada livre. Winnipeg celebra o Folklorama Festival, o maior e mais antigo festival multicultural desse tipo no mundo. E assim segue em todas as localidades.

Os parques urbanos são alternativas clássicas para curtir as férias no Canadá. Toda cidade canadense que se preze possui parques belíssimos, com incontáveis áreas verdes, lagos e espaços para piquenique.

A província de Colúmbia Britânica é um paraíso natural e possui o maior número de parques e reservas naturais do país. O lugar ainda dispõe de praias, lagos, montanhas e florestas para o deleite dos viajantes. Suas trilhas para caminhadas e ciclismo são mundialmente famosas.

Outros esportes, como mountain bike, stand-up paddle e canoagem, também são propícios nessa época na região, além de caminhar por áreas selvagens em meio a ursos pardos e negros, cabras montesas e alces. Os ursos podem ser vistos no verão nas províncias de Colúmbia Britânica, Manitoba, Nunavut, Ontário e Terra Nova e Labrador.

Mas se sua preferência é mesmo visitar pontos turísticos urbanos, ótimo. As temperaturas no verão são perfeitas para essa atividade. Caminhar pelas ruas das cidades é muito agradável, e com a oferta de um transporte público digno de primeiro mundo.

Inverno no Canadá

Pista de patinação no Canal Rideau, em Ottawa, durante o inverno.

O inverno frio do Canadá é ótimo para os turistas que buscam aproveitar a neve. Sempre haverá uma pista de patinação sobre rios congelados, praças ou parques para ser usufruída em todo o território.

Winnipeg possui a maior pista de patinação do mundo, com cerca de 10km sobre o Red River. O Canal Rideau, que liga as cidades de Kingston e Ottawa, tem uma pista que chega a ter 8km de extensão. A opção que se destaca em Toronto é a The Natrel Rink, localizada em frente ao lago Ontário.

O mesmo vale para as estações de esqui e snowboard. A cidade de Whistler Blackcomb, próxima a Vancouver, dispõe de 200 circuitos demarcados com cerca de 3.200 hectares disponíveis para a prática desses esportes.

Uma opção interessante é praticar, mesmo como amador, o hóquei no gelo. Encontrar uma quadra do esporte no país é fácil. Outra dica são os trenós puxados por cachorros. Assim como o cross-country ski, que pode ser praticado no High Park, em Toronto.

Também há festivais entre os meses de dezembro e fevereiro, o que aumenta as opções para curtir as férias no Canadá. Destaque para o Winterlicious, que expõe a gastronomia mundial, e o Ice Fest, festival de escultura, ambos em Toronto.

Talvez nada se compare a assistir ao espetáculo da Aurora Boreal, presente no céu canadense no inverno. Alguns lugares famosos que são perfeitos para a atividade são:

  • Parque Nacional Banff, província de Alberta, facilmente acessível com carro;
  • Observatório da Universidade Athabasca, Athabasca County, província de Alberta;
  • Edmonton, província de Alberta, onde as chamadas Northern Lights podem ser vistas em noites claras;
  • Whitehorse, território de Yukon, onde qualquer lugar ao longo da zona auroral é próprio para as vistas;
  • Yellowknife, Territórios do Noroeste, um dos principais destinos turísticos de aurora boreal;
  • Província de Terra Nova e Labrador, na vila histórica de Battle Harbor e no Happy Valley-Goose Bay;
  • Iqaluit, território de Nunavut, onde pode-se ver ursos polares e pescar no gelo.

Atrações históricas

O histórico e imponente teatro Elgin & Winter Garden, em Toronto.

Visitar museus é uma atividade que deve ser realizada durante suas férias no Canadá. Uma dica imperdível é o Royal Ontario Museum, o maior museu do país, localizado na margem do Lago Ontário, em Toronto.

Outras opções em Toronto que ajudam a contar a história canadense são o Aga Khan Museum, o Toronto Railway Museum e o Textile Museum of Canada. O município também acomoda a Art Gallery of Ontario, com obras de Cézanne, Van Gogh, Picasso, Rodin, Renoir, entre outros.

Em Victoria, Colúmbia Britânica, o Royal BC Museum Corporation traz a memória provincial, além de objetos, documentos e exemplares da história natural e humana. O Royal Tyrrell Museum, em Drumheller, Alberta, é o único no Canadá dedicado à ciência da paleontologia. O Canadian War Museum, em Ottawa, conta a história militar do país.

O Stones ’n Bones Museum, em Sarnia, Ontário, abriga mais de 6 mil objetos como fósseis e ferramentas dos nativos canadenses. E o Museum of Anthropology, em Vancouver, possui um acervo arqueológico com mais de 46 mil objetos.

Saiba ainda que Toronto é a terceira cidade do mundo em número de teatros. Ao redor da King Street, região voltada aos teatros, caracteriza-se pela mistura de locais históricos, como o Royal Alexandra Theatre, enquanto o Elgin & Winter Garden é o último exemplo que resta no mundo de teatro de dois pisos da era eduardiana.

Prédios oficiais históricos estão abertos à visitação dos turistas. Alguns exemplos são o Parliament Hill, em Ottawa, e o Osgoode Hall, em Toronto. Assim como a Assemblée Nationale e o Musée du Fort, em Quebec. Mesmo sendo conhecido pela modernidade, o Canadá reserva edifícios históricos de origem inglesa e francesa por todo seu território.

Viagem de trem

Rocky Mountaineer, trem que percorre 120 km entre Vancouver e Whistler.

O Canadá é interligado por trilhos que atravessam paisagens incríveis por montanhas, florestas e neve.

Uma das dez maiores ferrovias do mundo liga Toronto a Vancouver por 4.466km de extensão através do trem The Canadian. A rota engloba as províncias de Ontário, Manitoba, Saskatchewan e Alberta para chegar em Colúmbia Britânica, em meio a pradarias e montanhas rochosas.

O trem The Corridor une Toronto a Ottawa, distantes 450km. O Rocky Mountaineer percorre 120 km entre Vancouver e Whistler, um dos mais famosos centros de esqui do mundo.

A partir de Vancouver chega-se também a Jasper, passando por Whistler e Quesnel, em uma viagem de três dias entre paisagens surreais e caminhos que contam a história da corrida do ouro no Canadá.

O The Ocean parte de Montreal em direção a Halifax. Lá encontra-se o Fairview, cemitério onde estão enterradas as vítimas do Titanic. Definitivamente, uma boa ideia de passeio durante as férias no Canadá.

Belezas naturais

Moraine Lake, localizado no Banff National Park, em Alberta.

Um dos parques mais lindos do Canadá é o Banff National Park, em Alberta. O lugar está cercado por densas florestas e montanhas rochosas, com fontes termais, geleiras e águas azul-turquesa. Na mesma província, está o Jasper National Park, que abriga o Mount Columbia, com 3.747 metros de altitude, bem como animais selvagens.

O Bruce Peninsula National Park, em Ontário, conta com ursos negros, trilhas e águas cristalinas. O Gros Morne National Park, em Terra Nova e Labrador, oferece uma variedade de fiordes. Em resumo, citar todos os lugares paradisíacos do Canadá é uma tarefa longa.

Em Vancouver, visite a ponte Capilano, com 137 m de comprimento e 70 m de altura que atravessa o rio Capilano. A ponte fica no parque homônimo e recebe muitos aventureiros. Outra atração arrojada é o Cliff Walk, uma passarela no penhasco acima do rio com plataformas de vidro.

Pela Baía de Hudson, em Churchill, província de Manitoba, é possível nadar com as baleias-brancas. E, claro, não podemos deixar de fora um passeio às Cataratas do Niágara, a mais volumosa queda d’água da América do Norte.

País bilíngue

Charme arquitetônico francês em Quebec City

O Canadá tem o inglês e o francês como idiomas oficiais. A maioria das províncias tiveram colonização inglesa. No entanto, Quebec, que acomoda 24% da população do país, possui maioria francófona (79%). Isso ocorre por conta da colonização francesa na região.

A colonização francesa também deixou marcas em Quebec na religião, no sistema de justiça e na arquitetura das cidades.

Se você curtiu nossas dicas sobre férias no Canadá, ou quer compartilhar seus conhecimentos sobre o assunto, aproveite e deixe seus comentários. E continue seguindo nossas postagens sobre esse país incrível.

Topo