6 lugares incríveis para visitar em Nunavut

Posted in Lazer

Quando se fala do Canadá, é mais comum abordar as cidades do sul, onde a população se concentra e onde há mais empresas e locais para estudar. No entanto, as porções mais setentrionais também têm as suas atrações. Um exemplo é Nunavut, local onde há muito o que fazer.

Dentre os territórios canadenses, é a que está mais ao norte do país e a segunda com menor população (menos de 40 mil habitantes), o que contrasta com sua extensão, pois é a maior de todas. Também é a mais nova e foi estabelecida em 1999, ainda que as fronteiras já tivessem sido delimitadas seis anos antes.

Sua capital é Iqaluit, na Ilha de Baffin. Nunavut ainda abriga outras delas, como Akimiski, Ellesmere e a Ilha Vitória. É a única localidade de toda a América do Norte cujo acesso não se dá por estradas.

A estação Alert é o local mais setentrional do mundo e recebevisitantes durante o ano todo. O frio também é intenso: nela, é registrada a temperatura mais baixa do Canadá, que ultrapassa os 30 graus Celsius negativos no inverno. Em julho, pode chegar a 10 graus positivos.

É apontado como um dos melhores locais do mundo para viver, muito em função da falta de poluição e da tranquilidade de cidades pouco habitadas. A média de idade das pessoas que vivem em Nunavut é de 27 anos e mais de 50% costuma usar mais de um idioma em casa, que não precisa ser necessariamente o inglês ou o francês, as línguas oficiais canadenses.

Aliás, dos 35 mil habitantes, 24 mil deles não as têm como língua materna.

Saiba agora o que fazer em Nunavut, com 6 dicas interessantes.

O que fazer em Nunavut

Mesmo afastado em relação às cidades mais badaladas do Canadá, o território pode ser muito bem aproveitado por seus visitantes. Há uma boa variedade de passeios, que contemplam praticamente todos os tipos de turistas.

A seguir, conheça melhor o Nunatta Sunakkutaangit Museum, Baffin Island, Parque Nacional Sirmilik, Unikkarvik Visitor Centre, Sylvia Grinnell Territorial Park e para abrir a lista, o Legislative Assembly of Nunavut.

1 – Legislative Assembly of Nunavut

Trata-se de um prédio construído na época do estabelecimento de Nunavut como território, entre 1998 e 1999. Neste ano, passou a ser a sede da Assembleia Legislativa local.

O prédio atrai diversos visitantes durante todo o ano.

A construção tem três andares, cujo projeto traz principalmente aço e ferro, o que dá mais beleza ao ambiente. O salão de assembleias possui dois pavimentos.

O prédio fica na capital Iqaluit e recebe visitantes com frequência. Para saber mais sobre os procedimentos para conhecer o edifício, visite o site.

2 – Nunatta Sunakkutaangit Museum

É um museu compacto e que fica aberto apenas durante o período da tarde, entre 13 e 17 horas. A coleção de itens indígenas é um atrativo interessante do local, ainda que não conte com uma quantidade enorme de peças, embora esteja aumentando.

As esculturas de esquimós também atraem a atenção dos turistas.

Durante o inverno, uma parte do museu é dedicada especialmente para explicar o fenômeno da aurora boreal, quando o plasma solar, misturado a partículas da atmosfera, se encontra com o campo magnético do planeta Terra.

Ainda há uma pequena loja, onde é possível adquirir presentes locais, principalmente para agraciar amigos e familiares que permaneceram no Brasil.

O museu conta com diversas atrações, além de um local que comercializa peças relacionadas.

O museu está disponível todos os dias, exceto às segundas-feiras.

3 – Baffin Island

A ilha é a maior do Canadá e tem temperaturas que dificilmente superam zero grau.

Tem seu destaque por ser a maior ilha de todo o Canadá, com mais de 500 mil quilômetros quadrados. É também a quinta em posição em todo o mundo.

A capital Iqaluit está na região. Ainda tem ao seu lado a Baía de Baffin e pelos estreitos de Davis e Hudson. Este último, inclusive, a separa da província de Quebeque.

Boa parte do local está no Círculo Polar Ártico e tem o fenômeno do sol da meia-noite e da noite polar, que devem fazer parte do roteiro de viagem.

Como não poderia deixar de ser, a temperatura na ilha é bem gelada. No inverno, chega a 40 graus negativos. Dificilmente os termômetros avançam além de zero grau.

Por isso, para fazer seus trabalhos, cientistas devem ir entre os meses de julho e agosto, quando o clima está mais ameno.

4 – Parque Nacional Sirmilik

Visitar parques nacionais, como o Sirmilik, é uma boa opção de lazer em Nunavut.

Os parques nacionais são muito comuns em todo o Canadá e são mais opções de atividades para fazer em Nunavut. O Sirmilik tem três áreas: Estreito de Oliver, Península Borden e Ilha Bylot.

O local foi fundado em 2000 e tem mais de 22 mil quilômetros quadrados. Está situado em uma cordilheira ártica e, assim como outros locais no território, são gelados.

Está cercado por água na maioria de seu território. Ao norte, fica próximo ao estreito de Lancaster Sound e baía de Baffin, assim como ao leste, e ao sul limita-se pelo Pond Inlet e Eclipse Sound. Já ao oeste, os estreitos Admiralty e Elwin estão ao lado.

5 – Unikkaarvik Visitor Centre

É um museu no qual os visitantes podem apreciar elementos locais, principalmente pertencentes à natureza. Tem uma vasta coleção de livros e vídeos, que podem ser vistos no local.

O museu traz atrações interessantes sobre a região ártica e é uma ótima alternativa para visitantes de outros países. Foto: Travel Nunavut

Todas às quinta-feiras à noite, é possível ver um filme temático (principalmente em relação à região ártica) a partir das 19:30.

No entanto, o horário de visitação costuma ser diferente. O local fecha entre o meio-dia e 13 horas.

6 – Sylvia Grinnell Territorial Park

Diversas atividades podem ser realizadas no local, que tem fácil acesso e fica próximo à capital.

O local fica bem perto de Iqaluit (cerca de um quilômetro). Com rios e cachoeiras, é um excelente cenário para fazer um piquenique, desbravar trilhas e observar todos os elementos históricos que caracterizam a região.

Animais árticos também podem ser vistos na região, como focas e inúmeras espécies de pássaros. É possível pescar perto das cachoeiras. O parque tem sido habitado há pelo menos três milênios, o que pode ser concluído através dos sinais arqueológicos.

O Sylvia Grinnell Territorial Park fica a 30 minutos a pé de Iqaluit. O transporte de táxi custa CAD$ 6 (cerca de R$ 6) e deve ser combinado antes, pois a conexão na internet não tem boa qualidade em toda a área.

Você conheceu 6 programas diferentes para fazer em Nunavut. Para saber mais sobre outros lugares do Canadá, não deixe de ler os outros textos e ficar de olho nas atualizações do blog.

Topo