10 lugares essenciais para conhecer em Banff

Posted in Cidades

Se você ainda não sabe o que fazer em Banff, fique calmo, pois vamos te ajudar! Esse pacato e charmoso município canadense, situado dentro do Parque Nacional de Banff, a sudoeste da província de Alberta, é repleto de belezas naturais.

Banff é um centro turístico rodeado por belas montanhas, por isso é um destino muito procurado para quem pratica esportes radicais. Com cerca de 7 mil habitantes, a relaxante cidade tem um verão agradável, com temperaturas de no máximo 27°. Já, o inverno, é gélido e com neve, e a temperatura chega a -27°.

Praticamente durante quase o ano todo, o céu fica parcialmente nublado. Do meio de julho, até a metade de agosto, é o melhor período para realizar atividades de clima quente.

O que fazer em Banff

A tranquila Banff não é composta apenas por montanhas rochosas que ficam cobertas por neve, geleiras e cachoeiras, em períodos de degelo, ela é bem mais do que isso. Um dos destinos mais lindos do Canadá, a localidade também conta com lojas e restaurantes convidativos, além de outros pontos turísticos.

Entre eles, o Parque Nacional de Banff, o Lago Louise, a Gôndola Banff e a Banff Upper Hot Springs. O centro da cidade é um verdadeiro encanto, um passeio por ele não pode ficar de fora da sua programação. Agora, selecionamos os 10 lugares essenciais para você explorar em Banff. Acompanhe as dicas e viaje conosco!

1. Minnewanka Loop Drive

Os lagos de Banff são um colírio para os olhos. Suas águas azuis-esverdeadas são um dos cartões postais do Canadá e as paisagens mais fotografadas. Há vários lagos na região, tudo depende do seu tempo de estadia para conseguir visitar todos ou a grande maioria.

O Minnewanka Loop Drive é uma estrada cênica, de 24 km, que passa pelos mais belos lagos de Banff, o Two Jack Lake, Johnson Lake e o Minnewanka, de onde saem os passeios de barco pela região. O objetivo de passar pelos três lagos é observar as lindas paisagens. Na estrada é possível encontrar animais selvagens, como ursos, cabras da montanha e alces.

Uma dica é visitar os lagos durante o verão, pois no inverno, com as baixas temperaturas, eles congelam e a paisagem perde um pouco da sua beleza. É importante levar lanches e bebidas, já que não existem locais próximos para comprar. O custo fica por conta de cada um, não existe um serviço específico para visitar os lagos.

Uma ideia é alugar um carro para fazer o passeio, conseguir mais pessoas e dividir os valores.

2. Parque Nacional de Banff

Se você não sabe muito ainda o que fazer em Banff, ir ao Parque Nacional é uma parada obrigatória. Trata-se do mais antigo e famoso parque do Canadá. Inaugurado em 1885, tem 6.641 metros quadrados de área. Visitado por mais de 4 milhões de pessoas por ano, este parque foi considerado Patrimônio da Unesco em 1984.

A paisagem é composta por montanhas, picos, geleiras, lagos, cachoeiras e cavernas. A montanha mais alta do parque é a Mount Forbes, com mais de 3 mil metros de altura. O Parque Nacional de Banff abriga a maioria das atrações da região, como o Lago Peyto, Lago Louise e o Lago Moraine.

Acima dos lagos Peyto e Moraine existe um mirante onde é possível tirar lindas fotos da paisagem. Além de admirar a vista, você também pode fazer trilhas, caminhadas, ou ainda, relaxar em um restaurante na montanha. A atração dispõe de serviços para locação de bicicletas, esquis, caiaques ou utensílios de pesca.

O Parque Nacional de Banff abre durante o ano inteiro, sendo que os meses com mais visitantes são julho e agosto. Os ingressos custam $10 para adultos, $8,30 para idosos com mais de 64 anos, $5 para jovens de 7 a 16 anos e $20 para família/grupo de até 7 pessoas, que viajam em um único carro. O endereço do parque é Improvement District, 9.

Ao visitar o Parque Nacional de Banff vá bem agasalhado, pois a temperatura costuma ser fria.

3. Lago Louise

Este, possivelmente, é o lago mais lindo do mundo! Com uma tonalidade azul turquesa, durante o verão, o Lago Louise atrai muitos turistas e rende belas memórias e fotografias. Este lago é pátio do luxuoso hotel Fairmont, mas as áreas comuns podem ser visitadas, incluindo o restaurante e lojinhas. Além disso, o local é bastante procurado durante o dia para a prática de esqui.

A viagem para o Lago Louise dura em média 50 minutos, saindo de Banff. É possível alugar um carro ou ir de ônibus, a passagem custa $20 e o transporte passa em vários hotéis na Banff Avenue. O desembarque é realizado na estação de esqui, mas para ir até o lago caminhando é um pouco longe. Uma opção é pegar um shuttle bus, que para no Fairmont Hotel, onde se encontra o lago. O trajeto não tem custo.

Durante o verão a dica é fazer atividades ao ar livre, como andar de canoa, por exemplo, e admirar o Lago Louise descongelado. No inverno é possível fazer trilhas, caminhar sobre o lago congelado, patinar no gelo e realizar passeios de carroça. Outra dica é conhecer o Fairview Lookout, que é um observatório no alto de uma montanha. São cerca de 15 minutos de subida.

Ao subir a montanha a dica é não ir sozinho, fazer barulho e levar spray de urso, para afastá-los.

4.Gondôla Banff

Se você não sabe o que fazer em Banff, visite o teleférico que leva ao topo do Sulphur Mountain, uma montanha que fica a 2.281 metros acima do nível do mar. A subida dura em torno de 8 minutos, o que já é suficiente para ter uma visão de 360° das belezas naturais do lugar. A gôndola comporta até quatro pessoas e é envidraçada, mesmo assim, a temperatura lá no alto é fria, então leve um casaco, mesmo no verão.

No topo da montanha você encontra restaurante, lanchonete e passarelas de madeira para caminhar e observar as paisagens por outros ângulos. Para quem gosta de fotografar é um lugar maravilhoso que, com certeza, renderá imagens de tirar o fôlego. A Gôndola Banff costuma ficar fechada durante o inverno. O horário de funcionamento é de segunda a domingo, das 8h às 21h e localiza-se na Mountain Ave.

Os ingressos custam $40 para adultos e $20 para pessoas entre 5 e 15 anos, para menores de 5 anos é grátis.

5. Banff Upper Hot Springs

Na Banff Upper Hot Springs há uma piscina de água quente natural e, de quebra, uma vista maravilhosa das Montanhas Rochosas. Ela está a 1.500 metros acima do nível do mar e a temperatura da água fica na casa dos 37°C e 40°C. Como faz muito frio em Banff, esse é um local bastante visitado por turistas.

O visual da piscina aparenta ser comum, revestida com azulejos e tudo, mas a água é composta por cálcio, bicarbonato, sulfato, magnésio e sódio, vinda da montanha Sulphur. A estrutura do local é muito boa, com salva vidas por perto, piso antiderrapante ao redor da piscina, vestiários e chuveiros. Também há aluguel de toalhas, armários, serviço de spa e uma cafeteria.

A Banff Upper Hot Springs é um bom lugar para relaxar após um dia repleto de passeios, entretanto, dependendo da época do ano, ela pode estar bem cheia. A entrada para a piscina custa $7,30, as toalhas $2 e os armários $1. O horário de funcionamento é das 9h às 23h e abre todos os dias.

Para chegar até o local pegue o ônibus público #1 na Banff Avenue sentido Sulphur Mountain.

6. Centro de Banff

O centro de Banff é simplesmente uma graça! A avenida principal, que leva o mesmo nome da cidade, é formada por lojinhas coloridas, restaurantes e lanchonetes. Se você for de carro, pode estacioná-lo em uma das ruas transversais, é grátis. Uma boa pedida é descobrir a cidade de bicicleta, além de aproveitar as belas paisagens.

Ao longo do caminho tem o Centro de Visitantes da Cidade, um lugar superorganizado, onde são disponibilizados mapas e boas dicas para conhecer a região. Uma indicação imperdível é atravessar a ponte do Bow River, a vista é linda dos dois lados, depois seguir até o Park Administration Building, que também é muito bonito e um excelente lugar para fotografar.

Se você estiver por Banff em uma quarta-feira, entre os meses de junho e outubro, não perca o Banff Farmer’s Market, o pequeno e animado mercado da cidade. É uma espécie de feira na rua, que funciona entre às 10h e 18h.

Passear pelo centrinho charmoso da cidade tem que estar na sua lista do que fazer em Banff.

7. Bow Valley Parkway

A Bow Valley Parway, também conhecida como Highway 1A, é uma estrada que liga Banff à Lake Louise. Essa não é a única rodovia, muito menos a mais rápida, porém muitas pessoas optam por passar nela, com o intuito de ver animais selvagens. Os horários mais comuns para avistá-los é pela manhã, bem cedo ou no fim da tarde.

São 48 km de uma estrada que atravessa a floresta, oferecendo um clima bem rústico e uma paisagem incrível. Se você avistar algum animal, por mais que pareça tentador, NÃO desça do carro. Não esqueça que são animais selvagens e que podem atacar, além disso, é uma forma de ajudar a população para que os animais não se acostumem com os humanos, garantindo a segurança de ambos.

Na rodovia não existem telas de proteção para os animais, portanto, eles podem atravessá-la a qualquer momento. Dessa forma, o limite de velocidade é de 60 km/h, mas é interessante fazer o trajeto mais devagar e não perder de vista os animais camuflados.

Nessa linda rodovia é possível vislumbrar o famoso urso pardo e os cervos canadenses.

8. Johnston Canyon

Dentre as opções de o que fazer em Banff, não pode faltar uma visita no Johnston Canyon para apreciar as belezas naturais e fazer trilhas. São duas opções de trilhas, a parte mais baixa da cachoeira Lower Falls é uma delas. Esta trilha é bem plana, supertranquila para andar, com 1,1 km de caminhada. Uma dica bacana é ir um pouco mais além da trilha e entrar no túnel que leva para uma plataforma de observação.

Já a segunda trilha, leva para a parte alta da cachoeira. É um caminho inclinado e leva em torno de 1 hora e meia até 2 horas para concluir a caminhada. São 2,6 km de extensão e 120 metros de ganho de elevação. Lá em cima também há uma plataforma de observação, mas é preciso subir um pouco mais para encontrá-la.

Se ainda houver fôlego e quiser caminhar mais uns 3 km, não deixe de ir aos Ink Pots, são sete piscinas coloridas com tons esverdeados, um lugar magnífico para observar e capturar lindas imagens. Visitar o Johnston Canyon é gratuito, você pode alugar um carro para chegar até lá ou consultar ofertas de passeio na região de Banff. Lembrando que ele se localiza no Parque Nacional.

Antes do início da trilha tem uma barraca onde é possível adquirir água e lanches, mas também pode levar de casa. Outra dica: vá bem cedo! A trilha costuma ficar movimentada, vale a pena fazer todo o caminho de forma mais tranquila e tirar fotos com mais sossego.

O Johnston Canyon fica a 25 km de Banff e 33 km de Lake Louise, pela rodovia Bow Valley.

9. Cave & BasinNationalHistoric

Para quem curte museus, esse não pode ficar fora da sua lista do que fazer em Banff! O Cave & Basin preserva as fontes termais da cidade e explica como a descoberta das águas quentes foram o start para a criação do primeiro parque nacional canadense. Em algumas piscinas ficam os caracóis em extinção, onde não é possível tocar ou entrar, já que o parque é um centro de preservação.

Existe uma área externa com piscinas termais de águas coloridas, uma área interna com uma linda caverna, onde a maioria das fontes desaguam, e uma antiga piscina, anteriormente usada para banhos, mas que hoje apenas preserva as águas.

Para chegar no Cave & Basin por Banff, uma das opções é ir a pé, curtindo e fotografando a paisagem, leva em torno de 1 hora. Também pode ir de carro, táxi, ônibus ou algum outro serviço de transporte que faça esse trecho. O museu abre de quarta-feira a domingo, das 11 h às 17 h.

A entrada para visitar o belo e educativo Cave & BasinNationalHistoric custa $3,90.

10. Buffalo Nations Luxton Museum

Este museu relata a história dos índios nativos da região de forma visual, com ocas, bonecos que simulam os costumes antigos e animais empalhados. É um lugar muito divertido, tanto para as crianças, como para os adultos.

Fica localizado na 1 Birch Ave Banff e abre durante o ano todo, apenas com horários diferenciados. No verão, de maio a setembro, das 10 h às 19 h, e no inverno, de outubro a abril, das 11 h às 17 h.

Os ingressos para visitação custam $ 10 para adultos, $ 9 para idosos, $ 5 para crianças de 7 a 17 anos. O museu também possui uma loja com produtos para venda, como coleções de artesãos locais, publicações, pôsteres e distintivos.

O Buffalo Nation oferece o serviço de intérpretes e reserva o espaço para variadas cerimônias.

Durante a sua estadia em Banff, confira os horários que os ônibus passam na Banff Avenue. Apesar de ter apenas quatro linhas disponíveis, o transporte local funciona bem e leva os passageiros na maioria dos pontos turísticos da cidade.

Gostou das dez dicas sobre o que fazer em Banff? Então compartilhe com os seus amigos e deixe nos comentários mais dicas ou sugestões!

Topo