Pós-graduação no Canadá: como fazer?

Em uma época em que cada qualificação no currículo ganha mais importância, estudar no exterior é muito bem visto por empresas tanto do Brasil quanto de outros países. Uma das alternativas é fazer uma pós-graduação no Canadá.Cursos das mais diversas áreas são oferecidos e estão entre os mais procurados, como marketing, tecnologia da informação, administração, finanças, engenharia, design, entre outros.

Há várias opções de pós-graduação no Canadá, tanto de instituições quanto de cursos e modalidades.

Você pode optar por estudar nos colleges ou universidades. Os cursos do primeiro são especializações e têm aulas mais práticas. As universidades, no entanto, são voltadas para o mestrado e o doutorado, onde os alunos montam a grade horária e fazem pesquisas acadêmicas dos mais variados temas.

Algumas instituições estão entre as mais renomadas do mundo, como University of British Columbia e Toronto. Entre os colleges, destacam-se o Art Institute of Vancouver, Niagara College e La Salle.

A partir de agora, você terá um guia completo de como conseguir a sua vaga em um curso de pós-graduação no Canadá. Saberá os requisitos, valores e programas desenvolvidos pelo governo do país. Também há parcerias com universidades brasileiras, caso você já faça um curso de pós-graduação.

Pré-requisitos para fazer uma pós-graduação no Canadá

Os principais requisitos são fluência em inglês e diploma de nível universitário.

Independentemente do curso escolhido, da modalidade (college ou universidade) ou área de conhecimento, alguns requisitos são comuns a todos. Uns são básicos, enquanto outros precisam ser alcançados. Veja o que você precisa para fazer uma pós-graduação no Canadá:

Diploma de graduação

Esse é uma condição de qualquer instituição do mundo, não só das canadenses. Se você for bacharel em um curso de graduação, qualquer que seja ele, já garante um requisito preenchido.

Também não importa onde a graduação foi feita e a carreira estudada, assim como data de conclusão.

Histórico universitário

Além do diploma, deve ser requerido, junto à universidade, o histórico de notas. É imprescindível ter bons conceitos na graduação para sair na frente ao pleitear um curso de pós.

Assim, se você ainda faz graduação, mas pensa em continuar seus estudos no Canadá, saiba que os estudos devem ser levados a sério.

Inglês avançado

Para acompanhar as aulas, isso é essencial. E mais: você precisa comprovar sua proficiência por meio de certificados como IELTS e TOEFL.

A fluência deve ser em todas as habilidades linguísticas: escrita, leitura, fala e audição. E tudo isso é testado em um exame de proficiência.

Exames específicos

Alguns cursos requerem o Exame de Registro de Graduação (GRE) ou o Teste de Admissão de Administração da Graduação (GMAT).

O GRE comprova habilidades como raciocínio verbal e escrita analítica, que envolvem compreensão de leitura e o registro de pensamento crítico. Já o GMAT, é como se fosse um treinamento para um curso de MBA, por exemplo, pois o raciocínio exigido é semelhante.

Diferentemente do GRE, nenhuma habilidade é exigida. O candidato é avaliado pela rapidez de raciocínio e a capacidade de tomar as decisões mais sensatas em um menor período de tempo, mesmo quando estiver sob pressão.

Antes de se candidatar para um curso de pós-graduação no Canadá, verifique se a sua área de conhecimento exige os exames.

Currículo e portfólio

As instituições também costumam pedir o currículo do candidato, assim como uma amostra de trabalhos produzidos por ele.

Não há uma forma específica para a apresentação do portfólio. Cada instituição determina como quer recebê-lo.

Um lembrete importante: é necessário que todos os documentos, desde o primeiro item (diploma de graduação), sejam traduzidos por um profissional juramentado.

Agora que você já sabe do que precisa para pleitear um curso de pós-graduação no Canadá, veja os gastos para esse período.

Quanto custa uma pós-graduação canadense?

Os custos variam de acordo com a instituição, província e curso. Mas, para quem quer realmente obter essa qualificação, o termo tuition fees será bem familiar.

No Canadá, os cursos universitários são pagos por ano e não por mês, como no Brasil. As tuition fees nada mais são do que essas anuidades.

Para estudantes canadenses, o curso custa, em média, cerca de 6.300 dólares canadenses por ano. Quebec é uma das regiões mais em conta, cuja anuidade é de aproximadamente 2.800 dólares. Em Ontario, por sua vez, você pagará 8.000 dólares.

Já para alunos de outros países, os preços são outros. Os valores a seguir são para pessoas que vão fazer pós-graduação no Canadá com visto de estudante, sem cidadania canadense ou permissão permanente.

A anuidade, em média, gira em torno de 15.000 dólares. Alberta está bem abaixo da média, com 9.000 dólares. Na British Columbia, o aluno paga 13.000em Manitoba, 10.000. Ontario é a província mais cara. Lá, a tuition fees de 20.000 dólares.

Esses valores estão em dólares canadenses e incluem apenas os estudos. Despesas como acomodação, alimentação e todos os trâmites necessários para tirar o visto não estão incluídos.

Para se ter uma ideia sobre esses valores, os livros custam cerca de 100 dólares canadenses por disciplina. Esse valor varia de acordo com o curso e a instituição escolhidos e é uma média geral dos cursos de pós-graduação.

Os gastos com acomodação também variam de acordo com o custo de vida de algumas cidades, que não é uniforme. Mensalmente, entre moradia e alimentação, cada estudante desembolsa, em média, 800 dólares canadenses.

O transporte público oferece facilidades para estudantes. Em muitas cidades há uma taxa mensal, que, ao ser paga, dá direito ilimitado ao estudante de usar a rede. Em média, esse passe custa pouco mais de 100 dólares mensais.

Mesmo com o sistema de anuidade, os cursos são pagos uma vez por semestre, três meses antes do início das aulas. Assim, no início de uma etapa de estudos, em janeiro, por exemplo, tudo deverá ter sido pago já em outubro. É bem diferente do Brasil, onde tudo é, normalmente, pós-pago, com a mensalidade paga correspondente ao mês anterior.

Leia agora como fazer para se candidatar para um curso de pós-graduação no Canadá.

Como fazer?

Atender aos requisitos é essencial para garantir sua vaga na universidade ou college, ou por meio de programas.

Se você já se comunica bem em inglês, tanto oralmente quanto por escrito, considere um semestre apenas para tirar seu certificado de proficiência e se candidatar em um college ou universidade. Se você tiver uma certificação dentro da validade, ótimo, porque aí você já cumpre um requisito. Em caso de um nível de inglês não tão fluente assim, prepare-se com mais tempo de antecedência.

Esse período para se preparar para um curso de pós-graduação no Canadá varia de acordo com sua habilidade linguística. Se você ainda está no nível inicial de inglês, considere mais tempo, talvez até alguns anos.

Há duas maneiras para você conseguir uma pós-graduação no Canadá: entrar em contato diretamente com a universidade ou por meio de um dos programas oferecidos.

Universidades brasileiras e canadenses mantêm parcerias que possibilitam experiências internacionais para seus alunos. O governo do Canadá também oferece facilidades, inclusive com bolsas, como você verá a seguir.

Um ponto muito importante é o que antecede à viagem, principalmente para tirar o visto. Você deve ter a permissão correta para o tempo que permanecerá estudando no país. Se a sua estadia é de apenas um semestre, seu visto deve ser o de residente temporário, que dá permissão para uma ou múltiplas entradas no país – isso também será decidido no momento da requisição.

Se a sua pós-graduação no Canadá tiver mais de seis meses, você precisa de uma permissão de estudo. Com essa modalidade de visto, você poderá até trabalhar na própria universidade ou college onde o curso é realizado.

Para exercer qualquer atividade remunerada fora da instituição, é necessário um visto de trabalho, já quando estiver no Canadá. As outras permissões podem ser conseguidas ainda no Brasil.

Se achou os custos um pouco acima do esperado, você pode fazer uma pós-graduação no Canadá por meio de bolsa. Conheça a seguir as oportunidades oferecidas pelo governo do país para estrangeiros que querem estudar em suas instituições.

As bolsas do governo canadense

O Canadá oferece bolsas tanto para estudantes do próprio país quanto para estrangeiros, além de parcerias com instituições brasileiras.

Um dos programas mais famosos oferecidos pelo governo para a obtenção de uma pós-graduação no Canadá é o ELAP (Emerging Leaders in the Americas Program) ou Futuros Líderes nas Américas, em português.

Trata-se de uma iniciativa na qual estudantes de graduação e pós permanecem no Canadá por um período de 4 a 6 meses, estudando e/ou fazendo pesquisa no país. Após esse período, cada estudante volta para seu país de origem com conhecimentos que contribuirão para a pesquisa e sua vida profissional.

Várias áreas do conhecimento já foram contempladas, como economia, ciência da computação, medicina, direito, relações internacionais, química, engenharia, biologia, entre outras.

Como o período é curto, é uma complementação a um curso já realizado no Brasil. Por isso, para participar do ELAP, é necessário já estar matriculado em uma faculdade ou universidade nacional e continuar vinculado a essa instituição enquanto fizer uma pós-graduação no Canadá.

As bolsas são de 7.200 dólares canadenses para o período de 4 meses e de 9.700 para um semestre. O valor engloba o visto para o Canadá, transporte aéreo, moradia, livros e equipamentos (computadores não estão incluídos).

Criado em 2009, o ELAP já havia levado, até 2015, quase 800 estudantes brasileiros para o Canadá.

Um outro programa, direcionado exclusivamente aos alunos de doutorado, é o de Bolsas Vanier. Seu principal objetivo é dar oportunidades aos doutorandos com espírito de liderança, tanto estrangeiros quanto canadenses.

A bolsa é de 50.000 dólares canadenses por ano, com o tempo total de três anos. Neste programa, a universidade indica estudantes com bom desempenho acadêmico e resultados para participar dele.

Logo, se você teve ou tem bons resultados no mestrado, no Brasil ou no Canadá, pode receber a indicação para participar do Vanier.

O objetivo maior desse programa é tornar o Canadá um país líder quando se fala em desenvolver tecnologia e ciência. Ele ainda tem o propósito de promover parcerias e colocar a pesquisa em um nível muito mais alto, de excelência.

Já para quem deseja ter o título de pós-doutorado, o governo oferece duas opções: a Bolsa Banting e a PDRF (Bolsa do Governo do Canadá para Pesquisa de Pós-Doutorado).

O primeiro programa dura dois anos e tem como meta formar novos líderes em pesquisa em nível mundial. Já o PDRF oferece vagas nas áreas de humanas e ciências sociais, engenharia e ciências naturais.

Porém, para se candidatar ao programa, o doutorado não pode ter muito tempo de conclusão. Por isso, se é doutorando no Brasil e quer ter uma qualificação especial pode começar a pensar na possibilidade de prosseguir seus estudos de pós-graduação no Canadá.

Agora que você já sabe o que fazer e todos os requisitos e cursos oferecidos, chegou a hora de traçar planos para obter uma qualificação especial, perfeita para dar continuidade à sua vida profissional.

Não importa se você pretende se estabelecer no Canadá posteriormente ou retornar ao Brasil. Os conhecimentos adquiridos nesse tempo de estudos, além da vivência em um outro país, só enriquecem o currículo e as experiências de vida.

Neste texto, falamos sobre pós-graduação no Canadá. No entanto, se você pretende fazer uma graduação ou trabalhar e estudar no país simultaneamente, além da residência permanente, poderá acessar outros textos no blog que falam sobre isso.

Se você tem planos de fazer uma pós nesse país, mas, por qualquer motivo, não pode fazer isso por enquanto, mantenha-se informado. Por aqui, há sempre informações atualizadas sobre este assunto.

Que tal a ideia de fazer sua pós-graduação no Canadá? Deixe seu comentário sobre o que achou da possibilidade de estudar fora e o que isso pode render para você.

Topo