O que fazer em Montreal: 8 pontos turísticos obrigatórios

A cidade de Montreal é a maior da província de Quebec e, em termos de população, é a segunda maior do Canadá. Montreal é conhecida por sua beleza. Na realidade, a cidade é constituída de uma sequência de ilhas localizadas no rio São Lourenço.

Montreal pode ser considerada uma cidade de contrastes: de um lado é possível enxergar luxuosos e modernos arranha-céus e ao lado, de forma harmoniosa, o viajante se depara com um centro antigo e histórico. Tudo isso faz com que a localidade seja uma das mais visitadas por turistas durante o ano. Além disso, a cidade transmite todo o acolhimento e encantamento esperado de um centro urbano tão eclético.

Para aqueles que estão viajando e curtindo um momento de lazer ou fazendo uma viagem de negócios é possível tirar um tempinho para curtir a cidade. Montreal é uma cidade cosmopolita e é possível encontrar atrações para todos os gostos, desde locais mais reservados até um verdadeiro agito. E para a pergunta “o que fazer em Montreal?” temos algumas respostas.

O que fazer em Montreal: 8 pontos turísticos obrigatórios

Vieux-Montréal

O Vieux-Montréal ou Old Montreal é um dos bairros mais antigos da cidade. Por isso, resgata aquele lado charmoso e bucólico da cidade. Esse bairro é onde se localizaram os primeiros centros urbanos de Montreal, em 1642.

Contando com uma arquitetura preservada, as construções são antigas e com ruas estreitas feitas de calçamento de pedra. Basicamente passar pelas ruas do bairro é um retorno ao passado.

Em Vieux-Montreal o viajante encontrará a Rue Saint Paul Ouest, a qual já foi considerada a principal rua da cidade. Não existe melhor lugar em Montreal para ficar hospedado, já que a região é próxima de praticamente todos os mais importantes pontos turísticos da cidade.

Vieux-Montréal, o bairro onde a cidade começou.

Catedral de Notre-Dame

A Catedral de Notre-Dame está localizada em Vieux-Montréal, mais precisamente na praça Place d´Armes e é, provavelmente, um dos lugares históricos mais belos de toda a cidade. A Catedral foi construída em 1820 e mantém os aspectos neogóticos tão impactantes da época.

Construída para acomodar cerca de 3 mil pessoas, a basílica é impressionante, tanto pelo tamanho quanto pela beleza. Além disso, a Catedral de Notre-Dame ainda conta com um acervo religioso dos mais impressionantes.

Quando visitar a Catedral não esqueça de passar umas horinhas na Place d´Armes, afinal nesse local é possível encontrar diversos museus e galerias, além do Les Grands Ballet Canadiens de Montréal, que é a companhia de Balé de Montreal. Para quem gosta de artes o Museu de Arte Contemporânea está localizado na praça. Enfim, são várias atrações em um lugar só.

Basílica de Notre-Dame em Montreal onde você pode encontrar um dos maiores acervos religiosos do mundo.

Jardin Botanique

Uma das principais atrações turísticas da cidade e uma das grandes maravilhas de Montreal é seu Jardim Botânico, que se destaca pela enorme coleção, contendo mais de 20 mil espécies de borboletas e 21 mil espécies de plantas. Além disso o insetário do jardim conta com uma grande variedade de insetos, dentre os quais é possível destacar, juntamente com as borboletas, as aranhas.

Graças a essa diversidade ecológica, o jardim é dividido em temas, contando com mais de 30 jardins temáticos e dez estufas. Um dos mais bonitos é o jardim japonês, que possui uma decoração diferenciada, a qual apresenta alguns bonecos ricamente iluminados.

Jardim Botânico de Montreal e seus jardins temáticos (Jardim Japônes).

Complexo Olímpico

Próximo ao jardim botânico, o viajante se depara com o Olympic Park de Montreal. Construído para as Olimpíadas de 1976, o local foi transformado em um Planetário e Biodome, onde é possível conhecer diversos ecossistemas da Terra.

No Biodome estão reproduzidos os quatro diferentes ambientes americanos. São mostradas principalmente a vegetação e a vida animal desses ecossistemas.

Porém a grande atração turística do Complexo Olímpico fica por conta da Torre Inclinada do Stade Olympique. Apresentando uma inclinação de 45° e 165 metros de altura, ela apresenta no seu topo um observatório onde o turista poderá curtir uma vista em 360° de toda a cidade de Montreal. Detalhe: essa torre é considerada a mais inclinada do mundo.

Stade Olympique e sua marca registrada: a Torre inclinada.

Oratório de Saint Joseph

Um dos principais patrimônios do Canadá é o Oratório de Saint Joseph. A igreja foi construída em 1900 e está situada em Mont-Royal. O oratório se diferencia da Catedral de Notre-Dame por apresentar uma arquitetura moderna.

Para chegar até a basílica, o viajante passará por um caminho incrivelmente lindo e cercado por natureza, contando com muitas flores e árvores. Além disso, ao entrar no Oratório Saint Joseph o turista se deparará com uma das igrejas mais bonitas do mundo e extremamente reconfortante, transmitindo uma sensação de paz.

E, para melhorar, a vista de Montreal do alto do Mont-Royal vale ainda mais a subida.

Oratório de Saint-Joseph e seus jardins.

Mont-Royal Parc

Já que a visita ao Oratório de Saint Joseph é indispensável, nada melhor do que passar a tarde no parque Mont-Royal. Esse parque apresenta a peculiaridade de ter sido criado pela mesma pessoa que desenhou o Central Park (Nova York), o arquiteto-paisagista Frederick Law Olmsted.

A história do nome do parque remonta 1535, quando Jaques Cartier, um dos primeiros exploradores do local, resolveu batizar o local com o nome de Monte Real em homenagem ao Rei da França.

O local é formado por três picos, sendo que o maior tem 233 metros. Uma das características mais bonitas do local é a natureza exuberante. Ao atingir o topo é possível enxergar Montreal de uma outra perspectiva.

Atingir o topo do maior pico é um passeio um pouco longo e por isso é possível chegar ao topo utilizando-se de um ônibus com essa finalidade. Porém o recomendado mesmo aproveitar toda a caminhada, já que o parque conta com diferentes paisagens que podem transmitir sensações diferentes ao turista.

No parque reúnem-se diversas pessoas para passar o dia no local, aproveitando para a prática de esportes ou apenas para curtir a natureza. Mesmo no inverno o parque tem atrações muito interessantes, como é o caso de uma pista de patinação no gelo, a possibilidade de fazer Esqui Cross Country e outras modalidades de inverno.

Mout-Royal Parc, um lugar para passar bons momentos de lazer.

Montreal Underground City

A cidade de Montreal é conhecida por ter um clima bem frio durante um longo período do ano. Por essa razão, a população local desenvolveu uma forma de curtir a cidade. O Underground City é provavelmente uma das atrações mais diferentes de Montreal – e por isso é um ponto turístico tão visitado.

Considerada a maior rede de passagens subterrâneas do mundo, a réso (nome dessas passagens) é um divertido passeio pela cidade. São mais de 30 quilômetros de passagens subterrâneas que se ligam a prédios, lojas, centros comerciais e shoppings. O melhor é que tudo isso está ligado à rede de metrô canadense.

De certa forma, a Montreal Underground City é como um imenso shopping, mas para visitar todas as partes é preciso de um mapa para se localizar.

Fazer turismo em Montreal significa conhecer a Underground City.

Parc Jean-Drapeau

Outro local que todos os turistas devem visitar é o Parque Jean-Drapeau. Esse parque apresenta várias atrações e está situado em duas ilhas do Rio São Lourenço.

O parque é bem grande, e não permite a circulação interna de carros. Dessa forma, a saída é pedalar – aliás é muito simples alugar bicicletas próximo ao parque.

Contando com o museu Biosphere, o parque de diversão La Ronde, o centro-aquático, o circuito de fórmula 1 Gilles-Villeneuve e o Cassino de Montreal, o parque é uma atração turística que o viajante irá visitar mais de uma vez.

Além dessas atrações, o parque é conhecido por ser um excelente local para realizar esportes de verão ao ar livre e aproveitar sua região de praia. Outras atrações que podem ser curtidas no Parque Jean-Drapeau são os festivais musicais.

Vista do Parc Jean-Drapeau.

Como podemos ver os pontos turísticos de Montreal são variados e lindíssimos e para sua viagem estar completa experimente aproveitar a cidade o máximo possível.

Aqui foram apresentadas apenas alguns pontos turísticos para conhecer em Montreal, entretanto se você prefere um bom programa noturno, a cidade também tem uma vida noturna agitadíssima. Então, o que fazer em Montreal durante a noite?

Além dos pontos turísticos: o que curtir na vida noturna de Montreal?

PlacedesArts

Para aqueles que curtem a vida noturna uma parada obrigatória são os espetáculos da Place des Arts. Esse local é considerado o maior e principal complexo artístico e cultural de Montreal e conta com uma programação variada de eventos, os quais incluem shows, apresentações de ballet, espaços culturais, festivais, espetáculos de dança (internacionais ou nacionais), espetáculos teatrais e óperas.

Para saber o que está acontecendo basta seguir o calendário cultural da Place des Arts. Como a grande maioria dos eventos são noturnos é possível comprar os ingressos pela internet e com antecedência.

PlacedesArts, o principal local para eventos artísticos e culturais de Montreal.

Cirquedu Soleil

A sede do Cirque du Soleil está localizado na cidade de Montreal. O local é destinado à criatividade e à essência circense. Por isso, conta com espaço para música, dança e atuações. As atrações do Cirque du Soleil na cidade são variadas e distintas, agradando a todas as pessoas, para tanto é preciso verificar quais são os dias e quais os eventos durante a sua estada.

O Cirque du Soleil é uma programação rotineira e tradicional da cidade, portanto um evento noturno extremamente agradável.

A tenda do Cirque de Soleil. Montreal é a sede da companhia e, portanto, um dos melhores lugares para assistir aos espetáculos.

Casino de Montreal

Para aqueles turistas que estão em busca de uma noite diferente, a opção ideal é visitar o Cassino de Montreal. O local é extremamente agitado, contando com quatro andares, mais de cem mesas de jogos e mais de três mil caça-níqueis. Somado a isso é possível encontrar uma grande variedade de restaurantes para todos os gostos.

Apesar do local ficar aberto todos os dias da semana e 24 horas por dia, o passeio é muito mais noturno do que diurno, já que durante o dia provavelmente o turista aproveita para conhecer outros locais que estão fechados à noite.

O cassino só aceita a entrada de maiores de 18 anos – mesmo os restaurantes do cassino apresentam essa restrição.

Casino Montreal, uma opção diferente para a vida noturna.

Sir Winston Churchill Pub

O pub Sir Winston Churchill é um estabelecimento que apresenta várias opções de lazer para encerrar o seu dia. O pub conta com três andares, cada um com uma opção diferente, basta escolher a que mais lhe agrada.

É possível encontrar uma pista de dança, um restaurante para experimentar uma refeição diferente e encontrar com os amigos para um happy-hour, contando com uma vasta seleção de cervejas.

Sir Winston Churchill Pub, três atrações e um único lugar.

Há diversas outras opções de locais para aproveitar a vida noturna de Montreal. A cidade conta com uma grande variedade de restaurantes e bares, além de várias casas noturnas. Se tem algo que a população de Montreal sabe fazer é curtir a vida. Assim, a noite da cidade sempre terá algo que combine com o seu perfil.

Como podemos observar, Montreal apresenta tudo aquilo que uma cidade cosmopolita precisa: pontos turísticos maravilhosos, muita natureza e uma vida noturna atraente e agitada.

Qual das atrações você prefere? Um passeio durante o dia ou um agitado programa noturno? Montreal tem os dois. Divida conosco suas ideias e experiências. Deixe seu comentário e continue acompanhando nossas publicações.

Topo