O que fazer caso seu visto canadense seja negado?

O Canadá é conhecido por acolher bem seus imigrantes e oferecer facilidades para entrada e permanência no país. Ainda assim, é possível que se tenha o visto canadense negado. Isso pode acontecer por uma série de motivos, que você verá a seguir.

Antes da viagem é preciso atenção para não ter o visto canadense negado.

Nem tudo está perdido em caso de negativa. Ainda que seja desconfortável e possa criar uma condição adversa para tirar visto de outros países, é possível reverter a situação. Você saberá mais a seguir.

Visto canadense negado: principais causas

Quando seu visto é negado, os motivos geralmente são esclarecidos. A imigração canadense envia uma carta comunicando o resultado final e explicando o que realmente aconteceu, embora não sejam dados muitos detalhes.

Sendo assim, é mais fácil saber quais as medidas que precisam ser tomadas para mudar essa situação.

Em média, tanto tirando o visto sozinho quanto contratando um despachante, de cada 100 aplicações, apenas 5 são negadas. Dois motivos são os principais para a rejeição:

  • Renda insuficiente;
  • Falta de relações com o país de origem.

Comprovação de renda é um dos documentos pedidos na hora de dar entrada para o visto canadense. Vários demonstrativos são aceitos, por exemplo:

  • Extratos bancários;
  • Holerites;
  • Declaração de Imposto de Renda.

A imigração pode considerar insuficiente tanto a quantidade de renda declarada quanto a qualidade dos documentos. Lembrando que tudo deve ser recente.

Ao pedir esses documentos, o candidato deve demonstrar que possui renda para se manter durante sua estada no país e, mesmo que pretenda trabalhar, que não seja para garantir seu sustento.

Já quando se trata de falta em vínculos com o Brasil, você precisa demonstrar que exerce atividades no país, seja estudo ou trabalho.

Algumas outras razões também contribuem para se ter o visto canadense negado, como entrega ou retirada de documentos fora do prazo, erros na documentação e informações falsas.Além disso, pode ocorrer aplicação para o visto errado, ou seja, fora do propósito principal da viagem.

O que fazer diante de um não

Ao receber a carta com a negação do visto e os motivos para tal decisão, você precisa detectar o que realmente aconteceu. Uma desvantagem da imigração do Canadá é que são dadas respostas prontas. Ou seja, você deverá analisar o que precisa ser feito na reaplicação.

Logo, é necessário descobrir a raiz do problema. Ao solicitar um relatório completo do processo, é possível ter acesso a todos os passos, desde o preenchimento dos primeiros formulários até a carta com a reprovação.

Ao descobrir o que de fato ocorreu, fica bem mais fácil corrigir os erros e tentar tirar o visto novamente, com chances maiores de aprovação.

Alguns motivos alegados pela imigração levam um pouco mais de tempo para serem corrigidos e, então, pleitear novamente a permissão pode demorar alguns meses. Por isso, há o mito de que você tem que esperar esse tempo para refazer o procedimento, mas não é a regra.

A aplicação de um visto errado pode ser simples de correção. Por exemplo, se for estudar no Canadá, deve-se pleitear o visto de estudante.

Esse procedimento não é difícil, mas requer muita organização e atenção. Por isso, principalmente se for fazê-lo sozinho, deve-se rever tudo antes de enviar para a imigração.

Veja agora o que deve ser feito no momento de escolha e entrega de documentos para não ter seu visto canadense negado.

Como evitar uma resposta negativa

Preste atenção para fazer a aplicação correta, assim você não corre o risco de ter seu visto canadense negado.

A maior parte dos casos de negação de visto é totalmente reversível. Para que você não tenha atrasos em seus planos e viagem, verifique cada documento e formulário antes do envio. Tenha a certeza de que está cumprindo todas as exigências da imigração.

A princípio, tenha em mente o que realmente você quer fazer no Canadá. Muitas pessoas tiram o visto de estudante e depois mudam os planos, querendo se estabelecer no país após esse período.

Dessa maneira, verifique todas as possibilidades de visto. Se você tem perfil que se adequá ao Express Entry, o programa de visto de residente permanente no Canadá, pode se candidatar a ele. Assim, você não corre o risco de ficar ilegalmente no país após o término de seus estudos.

No caso de comprovação de laços com o Brasil, isso pode ser resolvido também através de um eventual patrocinador da viagem, principalmente os pais. Nesta situação, quem arcar com os custos pode apresentar uma carta comprovando essa condição.

Se você for fazer um intercâmbio, deve informar o que esse período pode ajudar no decorrer de sua vida profissional no Brasil.

Procure compreender cada detalhe do processo, prestando atenção aos campos dos formulários e perguntas dos questionários. Assim, você os preencherá com informações corretas. Uma ajuda especializada pode ser de grande valia.

E finalmente, algo muito importante para não se ter o visto canadense negado: forneça informações verdadeiras. Não fazer isso pode acarretar contradições nos dados, que geralmente passam despercebidas no momento da aplicação.

Se a imigração comprovar a falsidade das referências, você pode ser proibido de entrar no Canadá por 2 anos, dependendo da gravidade do ato.

Você já conhece o eTA visto para o Canadá? Agora ficou fácil viajar para o país. É rápido e o melhor, tudo online! Entre em contato para mais informações.

Para saber mais sobre todo esse processo que antecede a viagem, e não correr o risco de ter o visto canadense negado, siga nosso blog. E não se esqueça: participe!

Topo