É possível viver bem com o salário mínimo canadense?

A possibilidade de viver no Canadá causa muitos questionamentos em relação ao modo de vida sob todos os aspectos, principalmente financeiro. E se a remuneração não for a esperada? Será que é possível viver com o salário mínimo canadense?

O salário mínimo no Canadá é diferente do Brasil em alguns aspectos: ele é calculado por hora e tem valores diferentes, dependendo da província.

Ao pensar no assunto, é preciso levar em consideração os gastos principais de uma pessoa: alimentação, moradia, contas em geral e uma sobra para poupança e momentos de lazer.

Para responder à essa pergunta, primeiramente é bom saber que, nesse quesito, o Canadá é bem diferente do Brasil. Enquanto o salário mínimo nacional é o mesmo para todo o território, o canadense varia de acordo com a província.

É algo semelhante ao que acontece nos Estados Unidos, onde cada Estado tem autonomia para esse assunto, assim como para criar sua própria constituição.

Veja a seguir mais detalhes sobre o salário mínimo canadense, como calculá-lo e qual o poder de compra de um indivíduo que tem a renda mínima do país.

Como funciona o salário mínimo canadense?

Além da abrangência, um outro detalhe faz a remuneração do Canadá ser diferente da que se tem no Brasil. Enquanto por aqui o valor é mensal, lá, é por hora. Esse valor varia de 10 a 13 dólares canadenses.

O maior salário mínimo do Canadá é o da província de Nunavut, de 13 dólares. Esse valor é reajustado todo mês de abril. Já New foundland & Labrador tem a menor remuneração, 10,50 dólares.

Mas, isso não é motivo para preferir viver em Nunavut e descartar New foundland & Labrador. O valor do salário mínimo não é o único determinante para a qualidade de vida de uma pessoa ou família. Assim como a remuneração, o custo de vida varia bastante entre uma província e outra, e isso deve ser levado em conta.

E não é só. Em um país com províncias autônomas, cada uma delas tem um programa diferente do governo, assim como perfis distintos e opções de passeios e lazer, por exemplo. Isso também deve ser considerado.

O salário mínimo do Canadá é estabelecido por hora, mas o pagamento ocorre sempre no final de cada mês, como é comum também no Brasil. Porém, é possível estabelecer outras regras em comum acordo entre empregador e empregado. Assim, o pagamento pode ser feito por semana ou quinzena.

E, diferentemente do Brasil, ao ver um anúncio de emprego, o salário divulgado é por hora ou ano. Para saber a remuneração mensal, é preciso fazer as contas.

A jornada de trabalho no Canadá é de 40 horas semanais, mas, caso haja a necessidade de horas extras, é comum as duas partes combinarem previamente um bônus. Essa jornada a mais não deve fazer com que o trabalho por semana ultrapasse 60 horas. Isso é proibido.

Agora que você já sabe o valor do salário mínimo canadense e tem uma noção das relações de trabalho no país, veja agora o que se pode fazer com essa quantia todo mês.

É possível viver bem com o salário mínimo no Canadá?

O custo de vida é um fator determinante na rentabilidade do salário. Isso também varia de cidade para cidade.

Como já mencionado, uma série de fatores contribui para o padrão de vida no país com um salário mínimo. O mais importante deles, além do próprio ordenado, é o custo de vida.

Toronto, por exemplo, tem um salário mínimo de pouco mais de 11 dólares canadenses. Logo, mensalmente, respeitada a jornada semanal padrão (40 horas), o valor é de cerca de 1.800 dólares.

Para morar na área central da cidade, a pessoa irá pagar um aluguel no valor de 1.000 dólares. Contas de água, luz, aquecimento, lixo, telefone e internet consomem, em média, 150 dólares dos rendimentos. Os planos mensais de transporte público saem por, aproximadamente, 140 dólares. E ainda tem um valor, entre 300 e 400 dólares,que deve ser exclusivo para a alimentação de uma única pessoa.

A soma desse gasto mensal, sem luxos nem extras, fica entre 1.600 e 1.700 dólares canadenses. Isso quer dizer que do salário mínimo de Toronto sobram 100 dólares.

Para apenas uma pessoa, é um orçamento bem apertado. Para mais de uma, é insuficiente.

Diminuir os gastos é a melhor saída para fazer essa renda crescer. Viver em um local mais distante do centro é uma boa ação, pois o aluguel é bem mais barato. Imóveis compactos reduzem não só o preço da moradia, como também das outras contas de casa.

Na capital, Ottawa, o salário mínimo é semelhante, mas as despesas são um pouco menores, com uma sobra um pouco maior de renda no final.

Vancouver tem um custo de vida maior. Um apartamento de um quarto, fora da região central, sai por pouco mais de 1.100 dólares, e lá o salário mínimo é um pouco mais de 10 dólares.

Já Montreal, na província de Quebec, tem 10,75 de remuneração mínima por hora e despesas um pouco menores. Por apenas 900 dólares é possível alugar um imóvel de um quarto perto do metrô. Esse valor é ainda menor quando a moradia é um pouco mais afastada do centro.

Os transportes na cidade geram gastos de 80 dólares em média.

Como você pode perceber, até dá para se manter sozinho com um salário mínimo canadense, mas o orçamento é suficiente apenas para as necessidades, com pouca verba de sobra para quaisquer extravagâncias. Isso, no entanto, não pode ser motivo para desânimo, já que a remuneração média nas cidades mencionadas é de 2.500 a 3.500 dólares canadenses.

Portanto, você tem grandes chances de receber mais de um salário mínimo para trabalhar no Canadá.

Se planeja visitar, estudar, trabalhar ou até mesmo viver em território canadense definitivamente, fique atento aos novos posts.

Visite também o site para ficar por dentro das últimas informações. Lembre-se, ainda, de deixar seu comentário sobre o que achou deste artigo.

Topo